Pular corda: a prática barata e rápida para emagrecer e tornear as pernas

Saúde e Bem Estar

Um dos exercícios aeróbicos excelentes, mais baratos e rápidos para quem deseja conquistar a boa forma, principalmente com a chegada do verão, é: pular corda.

TEste 2020 aac

A atividade é ideal para queimar calorias, construir a tonificação muscular melhorando a força da perna e dos pés, e ainda aumentar a resistência cardiovascular e desenvolver a coordenação. Pular corda é uma forma barata e rápida de emagrecer, já que meia hora do exercício pode queimar quase 400 calorias.

É importante destacar que a escolha da corda do tamanho certo é essencial para permitir completar os pulos sem prender o pé na corda durante as rotações. Ficar ereto com um pé na corda e levantar os braços para medir o tamanho do comprimento é o ideal. A corda não deve passar das axilas nem ficar abaixo do peito. Caso esteja começando a praticar a atividade, vale optar por uma corda mais longa, já que ela faz movimentos mais longos. Uma corda ajustável é essencial, já que é possível encurta-la conforme se adaptar e melhorar as habilidades.

Como pular corda corretamente

Antes de começar, é fundamental saber que são necessários apenas 2 minutos para cada passo da atividade. Confira:

1º Passo: Parado, gire a corda para o lado direito em movimento circular. Repita o movimento com o outro lado, formando um “8″ em posição horizontal. Logo após, pule corda normalmente.

2º Passo: Em seguida, salte com uma perna só, revezando com a outra.

3º Passo: Depois pule alternando os pés. Quando for aterrissar, dê um chute para frente.

4º Passo: Em seguida, salte abrindo e fechando as pernas, continuamente. Quando a corda passar, abra a perna, e na próxima volta, feche-a.

Ao completar o básico de pular corda, é possível ir incorporando técnicas mais avançadas para a atividade. Pular de um lado para o outro, fazer um 8 com a corda de frente para o corpo entre os pulos e fazer polichinelos enquanto pula corda são ótimas técnicas para serem realizadas ao som de músicas divertidas. É fundamental terminar a rotina pulando devagar para relaxar. Caso esteja se sentindo energizado, vale completar a rotina novamente.

Algumas partes do corpo que mais sofrem com o impacto ao pular corda são as articulações, quadril, joelho e tornozelo. Para evitar lesões, não é indicado pular corda todos os dias e tirar pelo menos um dia de descanso entre as sessões. Pessoas com problemas nas articulações dos membros inferiores, com hipertensão, problemas cardiovasculares e pessoas muito acima do peso (obesos), não devem praticar o exercício.

Nayara Borges – Site PaNoRaMa

One thought on “%1$s”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.