Notícias Top Destaque

Paralisação da educação acontecerá amanhã em Jataí

A programação se inicia com ato público

O terceiro Encontro Nacional da Educação, que aconteceu em Brasília, no último mês de Abril, previu a realização de uma paralisação da educação, em nível nacional, no dia 15 de Maio, quarta-feira.

O objetivo é se mobilizar contra o corte de verbas anunciado pelo atual governo nos últimos dias.

Ontem, foram realizadas assembleias para deliberar a adesão à paralisação, por parte das instituições federais. A resposta foi positiva, uma vez que as mesmas não conseguirão chegar ao fim do ano letivo, se os cortes se efetivarem.

Isso porque, como foi dito anteriormente, o corte atinge as despesas discricionárias, como água, energia elétrica e os contratos de prestação de serviços.

Leia também:  Membros da Educação organizam paralisação em Jataí contra o corte de verbas

Em Jataí, cidade que abriga duas instituições federais, o cenário não poderia ser diferente. O impacto, como mencionado pelos responsáveis na matéria acima, é muito grande.

Assim, a Frente Jataí de Luta, os sindicatos ligados à Educação Federal, Estadual, e Municipal, juntamente com o Movimento Estudantil, divulgaram a programação do ato público que acontecerá amanhã.

Às 9h da manhã, haverão duas concentrações, uma em frente a sede do SINTEGO, por parte dos professores das redes públicas estaduais e municipais, e outra, na praça Diomar Menezes, por parte dos demais membros.

Os dois grupos se encontrarão na Praça da Bandeira, onde fica a Câmara Municipal, e de lá, caminharão juntos, em defesa da educação pública, até o Campus Riachuelo, da UFJ, onde haverá um abraço simbólico.

A programação não para por aí, segundo a Comissão de Comunicação da Frente Jataí de Luta: “A tarde, serão ofertadas oficinas por professores e alunos. A noite, às 19h, teremos uma assembleia unificada, na feira coberta, com os diretores do IF, UFG, e UEG, representantes do movimento estudantil, e sindicatos de profissionais da educação. Em que serão apresentados os cortes e seus impactos.”

A Comissão conclui “E nós fazemos um convite à toda a comunidade, venham defender a educação pública, venham defender a continuidade da universidade federal aqui! A educação não é dos professores e alunos, é de todo mundo. Um país não cresce sem Educação”.

O vice presidente do SINTEGO, Damásio Ferreira, em entrevista a rádio local, afirmou que 25 instituições educacionais, em âmbito federal, estadual e municipal, participarão da mobilização na cidade, ele afirma: “Só com educação, conseguiremos mudar o Brasil, e não com armas”.

Larissa Pedriel
Jornalismo Portal Panorama
panorama.not.br

Enquete:

O Panorama quer saber a sua opinião: Educação sexual nas escolas de Jataí. Você é contra ou a favor?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...