Agronegócio Top Destaque

Cai preço da arroba do boi

Foto: Arquivo Portal Panorama
Baixo consumo leva a redução de até R$ 15, o que deve demorar a chegar ao varejo sob argumento de ‘recomposição de margens de lucro’; pecuaristas já falam em segurar gado...

Depois do reajuste médio de 35% no preço da carne bovina, o consumidor reduziu muito o consumo, o que fez o preço da arroba do boi cair entre R$ 10 a R$ 15 nos últimos dias. Mas a população ainda pode demorar um pouco para sentir a queda no preço da carne, já que os varejistas alegam a necessidade de recompor margens perdidas durante o período de altas. Além disso, temendo um recuo ainda maior no preço da arroba, pecuaristas já falam em segurar o boi no pasto.

Com o aumento das exportações para a China e a queda no número de animais para reposição no mercado, o preço da arroba do boi ultrapassou os R$ 200 em novembro. Com isso, o preço da vaca casada para os açougues subiu 50%, passando de R$ 10,20 para R$ 15,50. O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Carnes Frescas no Estado (Sindiaçougue), Sílvio Carlos Yassunaga Brito, lembra que os aumentos foram praticamente diários de outubro para cá.

Por conta disso, o consumidor migrou para outras proteínas, como o frango e os ovos, e as vendas chegaram a cair mais de 60% durante o período de alta. Mas Yassunaga garante que a queda na arroba ainda não se refletiu nos valores cobrados pela indústria, que apenas parou de subir o preço. A redução teria sido de apenas R$ 0,50. “Hoje, já percebemos que há uma oferta maior do produto, o que indica a possibilidade de queda nos próximos dias”, prevê.

Porém, ele ressalta que ainda é difícil saber quando o consumidor pagará menos pela carne bovina, já que o varejo teve que reduzir margens e nem chegou a repassar todo aumento que recebeu da indústria. “Teremos que restabelecer um pouco dessa margem perdida”, avisa o presidente do Sindiaçougue.

O presidente do Sindicato das Indústrias de Carne no Estado (Sindicarne), Leandro Stival, diz que as indústrias e distribuidoras no País encheram seus estoques, enquanto o consumidor travou. Com isso, começou a sobrar carne no mercado. Ele prevê que o preço da arroba, que já atingiu um a média de R$ 190 para 30 dias, caia ainda mais nos próximos dias. Leandro garante que o preço da vaca casada já teria caído 5% para os açougues, que demoram para repassar a queda. “A China recompôs seus estoques e os preços para exportação também já caíram US$ 1 mil por tonelada”.

O presidente da Associação Goiana do Nelore (AGN), Eurico Velasco, diz que a pressão para redução de até R$ 15 no preço da arroba veio do frigorífico para jogarem mais animais para abate. Para ele, não há justificativa para a redução num período de festas de fim de ano, quando a demanda cresce muito. “Além disso, as exportações continuam em alta e continuamos com oferta reduzida de animais neste período de entrada das águas”, alega o pecuarista.

Eurico acredita que essa seja uma jogada estratégica dos frigoríficos para o pecuarista liberar mais o gado para abate. “Mas o produtor hoje é muito bem informado sobre o mercado, tem consciência dessa jogada e não vai ceder à pressão”, avisa Eurico. Segundo ele, o preço não voltará ao patamar anterior e a recomendação para o pecuarista é segurar o gado porque a arroba deve voltar a subir.

Fonte: O Popular
Jornalismo Portal Panorama
panorama.not.br

Enquete:

Você sabe quem são os dez vereadores jataienses eleitos em 2016?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...