Projeto Trilha Cultural – Rock’n Roll – Banda Steel Soldier

Sem categoria

aero bannerO site PaNoRaMa, em produção com Isabella Miranda, está promovendo um projeto denominado Trilha Cultural. O objetivo é explanar sobre a cultura de Jataí em suas diversas ramificações, ou seja, literatura, música, teatro, dança assim como qualquer outro tipo de manifestação cultural que tenha aqui em nosso município.

Dessa forma, resolvemos começar o projeto falando de música, mais especificamente de rock’n roll. Faremos um especial com algumas bandas da cidade, desta vez com a banda Steel Soldier.

Como surgiu a ideia de formar uma banda de rock em uma cidade que não oferece tantas oportunidades para este estilo?

Como sempre gostaram do estilo de música heavy metal, os integrantes já tocavam desde quando eram mais jovens. Ou seja, começaram de forma mais casual, por curtição, tocando músicas de bandas famosas e depois deixando o trabalho mais sério, com produções musicais próprias, formando então a banda Steel Soldier. Desde então já tocaram em diversos locais. Seus integrantes são: Wmarley Filho (vocais), Tássio Carvalho (guitarra base), Luiz Hoff (baixo), Gabriel Campos (bateria) e Agnaldo Moraes (guitarra solo).

Quem sugeriu o nome da banda e qual o significado do mesmo? Quanto tempo de banda e onde já tocaram?

O nome da banda foi sugerido por Gabriel Campos, sendo que já foi também utilizado o nome de Anubis e Biohazard. A tradução do nome é “Soldado de Aço” e tem influência de todo o contexto do estilo heavy metal, como por exemplo, algumas bandas como Iron Maiden. Relaciona-se também com um contexto de guerra em um cenário político de protesto. Inclusive, uma das músicas da banda tem este nome e diz respeito a um soldado que representa uma massa que quer mudanças, pois está cansada de tantas injustiças. A banda possui aproximadamente dois anos com esta atual formação e já tocaram em Jataí, Mineiros e Rio Verde e já existem propostas para tocarem em Goiânia.

Quais as influências da banda?

São muitas e variam do trash metal, heavy metal. As principais seriam, por exemplo, Iron Maiden, Megadeth, Judas Priest, Metallica, Slayer, Anthrax, Pantera. Mas também não deixam de ter influências de outras bandas de rock, como Led Zeppelin.

Qual a relação da banda com as redes sociais?
Vocês já tem CD gravado?

Apesar de ser importante para divulgação do trabalho, ainda não é tão vasta a relação com as redes sociais. Há uma página no Facebook e também a banda compôs uma música que está em uma coletânea que a Roadie Metal elaborou. Trata-se de uma coletânea com 34 bandas com músicas autorais e que será divulgada em diversas rádios, como por exemplo, a rádio “Metal Militia” e o “Canal Felicidade de Goiânia”. A Steel Soldier foi convidada e juntamente com mais outra banda, são os únicos do estado de Goiás a terem música nesta coletânea. Ainda não possuem CD gravado, tendo apenas uma demo.

Na opinião de vocês, porque caiu tanto o interesse da mídia pelo rock nos últimos anos?

Talvez não tenha caído tanto assim e o rock permaneça em evidência no Brasil com bandas como Sepultura e Angra. Entretanto, falta divulgação da mídia, porque existem muitas bandas boas e que não aparecerem. Além disso, existem outros estilos que dão mais dinheiro e público e que estão mais ligados à cultura brasileira como o axé, música sertaneja e samba e o rock acaba se tornando um estilo de quem realmente gosta da música e não simplesmente toca por motivos comerciais. O rock não pode morrer. É o estilo que a gente gosta de fazer”.

Produção: Isabella Miranda
Editora: Rosana de Carvalho
Filmagem/Edição: Alex Alves
Fotos: Vânia Santana / Adriana Vilela

Realização: Pn7
Jornalismo Portal PaNoRaMa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.