Polícia analisa áudio do Whatsapp para identificar autores de ataques em Jataí

Notícias Polícia / Bombeiro

A transferência de quatro presos, que seriam os líderes de uma facção criminosa em Jataí, seria o estopim para série de ataques ocorridos desde a tarde de terça-feira (1º).  Foram sete ônibus, dois caminhões e um telefone público incendiados e as portas do presídio e do fórum antigo metralhados.

CAT - Polícia/ Bombeiro

Uma força-tarefa das Polícias Civil, Militar, Federal e Rodoviária Federal tenta identificar os autores dos atentados. O delegado regional da Polícia Civil, Marcos Rogério Guerini disse que até o final da tarde desta quarta-feira (2) deve começar a prender os autores dos incêndios criminosos.

Ele disse que a polícia já analisa o áudio de uma mensagem de Whatsapp em que supostos presos pedem que parceiros coloquem fogo em ônibus e deixem o “povo doido nessa cidade”. A força-tarefa tem a intenção de evitar novos ataques, além de identificar e prender os autores dos que já ocorreram.

Fonte: O Popular

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.