Política

Juiz se pronuncia sobre afastamento do presidente da Câmara Municipal de Jataí

Juiz da comarca de Jataí, Thiago Soares Castelliano Lucena de Castro
O mesmo declarou que há prova oral suficiente para comprovar o esquema criminoso organizado pelo vereador

Pela primeira vez, veio a público o juiz Thiago Castelliano Lucena de Castro, da 2• Vara Cível, Fazendas Públicas, Meio Ambiente e Registros Públicos da comarca de Jataí.

O mesmo esclareceu e pontuou sobre o afastamento do vereador Mauro Bento Filho, MDB, da Câmara Municipal de Jataí, por 180 dias, pela prática de enriquecimento ilícito e atos que ferem os princípios da administração pública.

O magistrado declarou ainda a indisponibilidade dos bens do vereador, de seu filho e de seu ex-assessor legislativo, Eurípedes Ferreira Marques.

O Ministério Público de Goiás, ajuizou ação civil pública por improbidade administrativa e o juiz referido declarou que há prova oral suficiente para comprovar o esquema criminoso organizado pelo vereador.

“O réu Eurípedes contou ao Ministério Público, no dia 18 de março de 2019, que trabalhou com Mauro Bento por quatro anos, iniciando em 2008 e disse que devolveu dinheiro ao vereador todos os meses de parte do seu vencimento (salário). Que ao ser desligado da Câmara ameaçou denunciá-lo, razão pela qual foi recontratado na condição de receber salário, sem trabalhar, para ser compensado do que ocorreu”, salientou ainda.

Redação Portal Panorama
Foto Capa: Arquivo Pn7
panorama.not.br

Enquete:

Enquete! O PaNoRaMa quer saber a sua opinião: Proibição do uso do narguilé em público e da venda a menores. Você é contra ou a favor?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Enquete:

Enquete! O PaNoRaMa quer saber a sua opinião: Proibição do uso do narguilé em público e da venda a menores. Você é contra ou a favor?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...