Estados Unidos abrem mercado para carne bovina brasileira in natura

Agronegócio

Depois de várias negociações e de uma restrição que durou 15 anos, o mercado norte americano abriu as suas portas para a carne bovina brasileira in natura. Segundo a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu, os Estados Unidos liberaram a importação de carne in natura de 12 estados e o Distrito Federal. Tal medida favorece 95% da agroindústria exportadora brasileira.

CAT- Agro

A partir de agora, caberá aos estados se habilitarem para as exportações ao mercado norte americano. Esta autorização é válida para Tocantins, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Rondônia, São Paulo, Sergipe e Distrito Federal. As regras para a importação já estão publicadas no site do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

De acordo com o diretor-executivo da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec), Fernando Sampaio, esta abertura do mercado norte americano será vantajosa para o Brasil, que produz um produto de interesse no mercado lá fora, que é o dianteiro magro de bovino, usado na fabricação de hambúrguer. As primeiras exportações estão previstas para ocorrer no final de agosto e começo de setembro já que existem outros processos que deverão se equivaler entre os dois países, como os sistemas de inspeção.

A previsão da ministra Kátia Abreu é que em cinco anos o Brasil esteja exportando 100 mil toneladas de carne bovina in natura para os Estados Unidos.

Rosana de Carvalho – Site PaNoRaMa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.