Caminhões canavieiros têm se tornado um risco nas rodovias da região

Notícias Top Geral
De maneira arriscada, uma picape entrou em uma lavoura às margens da estrada para fazer a ultrapassagem, já que praticamente não havia visibilidade pelo caminho por conta da poeira. - Foto: Alex Alves
De maneira arriscada, uma picape entrou em uma lavoura às margens da estrada para fazer a ultrapassagem, já que praticamente não havia visibilidade pelo caminho por conta da poeira. – Foto: Alex Alves

Com a intensificação da colheita da cana, há um significativo aumento do tráfego de caminhões canavieiros pelas rodovias e estradas vicinais de toda a região. E com isso, aumenta-se a preocupação dos motoristas, já que tais caminhões muitas vezes circulam com excesso de carga e baixa velocidade por conta de todo o peso, prejudicando o trânsito de veículos.

Com isso, o número de reclamações de motoristas preocupados com esta situação aumenta nesta época do ano. Nas rodovias, geralmente os bitrens canavieiros circulam em baixa velocidade, devido ao peso total e também ao seu enorme comprimento, que muitas vezes ultrapassa 30 metros e fatores como estes contribuem para que acidentes gravíssimos aconteçam.

Além disso, o Brasil não possui uma malha rodoviária de boa qualidade e com intenso tráfego de caminhões todos os dias, sendo alguns bitrens com carga de até 120 toneladas, o que se observa é a gradativa destruição de diversas rodovias e estradas vicinais, como é o caso da BR 158 entre Jataí e Caiapônia que, após diversas reclamações dos motoristas, acidentes com vítimas fatais e incontáveis buracos que permeavam as duas pistas, está recebendo reparos. Há também o problema da visibilidade desses bitrens durante a noite, período que inclusive são proibidos de trafegar sem autorização por conta do risco aos demais motoristas.

O mesmo ocorre nas estradas de fazendas, que também têm recebido tráfego de canavieiros constantemente. Neste caso, o problema é a poeira que os mesmos fazem por onde passam e impossibilitam a visibilidade de outro motorista, provocando acidentes. Além do que, destroem as estradas de terra por onde passam.

Em Rio Verde, na última semana, em operação para combater as irregularidades destes caminhões, a Polícia Rodoviária Federal fez a apreensão de alguns bitrens canavieiros que circulavam à noite e sem autorização e também registrou casos de outros com excesso de carga. Em Goiás, segundo a PRF, já foram mais de 300 autuações desse tipo pelas rodovias que cortam o estado desde o início deste ano.

Nossa equipe flagrou no último final de semana em uma estrada vicinal do município de Jataí, dois bitrens canavieiros que circulavam a uma pequena distância um do outro, dificultando o tráfego dos demais veículos. Dessa forma, de maneira arriscada, uma picape que vinha logo atrás dos dois entrou em uma lavoura às margens da estrada para fazer a ultrapassagem, já que praticamente não havia visibilidade pelo caminho por conta da poeira.

Por isso, o cuidado deve ser redobrado sempre que houver trânsito desse tipo de caminhão, seja no asfalto ou em estradas de terra. Lembrando sempre de manter uma distância segura dos mesmos, sinalizar sempre que for fazer ultrapassagens, manter uma velocidade condizente com o trânsito e com a rodovia e se manter atento em locais sinalizados como entrada e saída de caminhões ou de estradas de fazendas, além de conduzir o veículo com os faróis acesos.

Rosana de Carvalho
Fotos: Alex Alves
Jornalismo Portal Panorama

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.