Greve Estadual: professores bloqueiam o acesso ao Palácio Pedro Ludovico

Sem categoria

greve2Os professores da Rede Estadual de Educação em Goiás, em greve desde o dia 13 de Maio, bloquearam nesta sexta-feira (19), na parte da manhã, a entrada do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, o centro administrativo do Governo de Goiás, na Praça Cívica, em Goiânia.

De acordo com estimativa do movimento, mais de 1000 manifestantes estiveram presentes, onde pretenderam chamar atenção das autoridades e demonstrar descontentamento com o descaso do Governo de Goiás com a educação. O Sintego de Jataí disponibilizou ônibus para que os professores da Regional fossem à capital fortalecer a luta.

“A gente quis chamar a atenção da sociedade e das autoridades para a nossa situação. O ensino está sucateado e o governo não dá a mínima para os professores”, destacou Bia, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego).

A categoria reivindica o pagamento do piso dos professores de R$ 1.917, o não parcelamento dos salários, o pagamento da data-base dos administrativos e a realização de concurso público para a contratação de mais docentes.

A Secretaria de Estado de Educação Cultura e Esporte (Seduce), por sua vez, informou que já propôs o reajuste de 13,01% nos salários dos professores a partir de julho deste ano e afirma, de todo modo, que o diálogo com os professores continua aberto para novas negociações.

No entanto, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego) argumenta que as propostas apresentadas pelo governo não avançaram no sentido de conseguir contemplar os anseios da categoria. Logo, os professores da Rede Estadual de Educação em Goiás continuam em luta!

Bruna Assis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.