Novo Mundo Artigo

A vitamina D é essencial para nossa saúde. Além de proteger ossos, ela também blinda o organismo contra doenças autoimunes, como a artrite reumatoide, previne demências como Alzheimer e contribui para a manutenção de um peso saudável. No entanto, é cada vez mais comum ver pessoas com deficiência do nutriente e, segundo um novo estudo, isso pode ter a ver com os altos índices de obesidade ao redor do mundo.

Pesquisadores das universidades Medical Center e Leiden Medical Center, ambas da Holanda, observaram hábitos de homens e mulheres com idades entre 45 e 65 anos. O objetivo era identificar fatores associados à deficiência de vitamina D e, para isso, analisaram, por exemplo, consumo de álcool, tabaco e a frequência com que os participantes praticavam atividades físicas.

A principal conclusão foi que a falta do nutriente está ligada a um maior índice de gordura corporal, em especial no abdômen. O trabalho não conseguiu entender o que está por trás dessa relação, já que não se sabe se a gordura promove a deficiência de vitamina D ou o contrário.

Segundo Rachida Rafiq, líder da investigação, mais estudos serão feitos para entender, por exemplo, se a vitamina tem o poder de absorver as gordurinhas – e se a sua falta, portanto, contribuiria para os quilos extras. De qualquer forma, essa pesquisa serve de alerta para você fazer aquele check-up e ver – com seu médico! – se é necessário suplementar esse nutriente tão importante.

Fonte: BF

0Shares

Deixe uma resposta

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui