A greve dos professores da Rede Estadual de Educação continua

Notícias Top Geral

Na reunião de ontem, quarta-feira (17), o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego) e a Secretaria de Estado de Educação Cultura e Esporte (Seduce) se encontraram para negociar, com o objetivo de colocar fim à greve dos professores estaduais, que acontece desde o dia 13 de maio. No entanto, não houve acordo, logo, a paralisação continua.

De acordo com o Sintego, as propostas apresentadas pelo governo não avançaram no sentido de conseguir contemplar os anseios da categoria. Os professores lutam pelo pagamento do piso de R$ 1.917, o não parcelamento dos salários, o pagamento da data-base dos administrativos e a realização de concurso público para a contratação de mais docentes.

A Seduce, por sua vez, justificou que já propôs o reajuste de 13,01% nos salários dos professores a partir de julho deste ano e afirma, de todo modo, que o diálogo com os professores continua aberto para novas negociações.

Amanhã, de qualquer forma, haverá Assembleia Geral dos professores(as) e administrativos(as) das escolas da Rede Estadual de Educação em Goiânia, na Assembleia Legislativa, às 19h. Neste encontro, a categoria pretende discutir a respeito das negociações da greve.

Bruna Assis
Jornalismo Portal Panorama

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.