PN7 GOIÁS: PMDB abre processo para expulsão de Friboi

Sem categoria

Após reunião com a executiva do PMDB metropolitano, o partido decidiu por seis votos a dois, enviar ao Conselho de Ética pedido de expulsão do filiado à sigla e empresário Júnior Friboi. A reunião, ontem, durou cerca de duas horas e foi direcionada pelo presidente do diretório, vereador Mizair Lemes Jr. Com oito membros da executiva presente, a decisão prevaleceu por acatar os pedidos de expurgo dos membros peemedebistas que apoiaram a candidatura à reeleição de Marconi Perillo (PSDB).

A princípio, três indicações para análise foram encaminhadas ao diretório metropolitano, Denise Castro, do PMDB Jovem e Raquel que também estaria ligada ao partido, porém, esta última já havia se desfiliado do partido após as eleições, portanto não será levado adiante o processo de expulsão. Assim como na executiva estadual, o diretório municipal também recebeu o nome do empresário Júnior Friboi para que seja consumado o expurgo. Para o presidente, a sigla precisa dar respostas aos eleitores e também aos demais filiados.

O PMDB atravessou, durante as eleições, um período de divergências de posicionamentos, o que acarretou desgastes no processo eleitoral e uma divisão interna no partido. Mediante uma oposição estremecida alguns peemedebistas não apoiaram a candidatura de Iris Rezende ao governo de Goiás e aderiam à reeleição do atual governador.

Tanto na executiva estadual quanto na municipal, opiniões quanto a expulsão dos “infiéis” estão divididas. Com a defesa de restauração do PMDB para as próximas eleições e também para consolidar uma sigla consistente, alguns peemedebistas da executiva estadual são contra se desfazerem destes filiados. Votaram a favor dos pedidos serem enviados ao Conselho de Ética os membros: Mizair Lemes Jr., Otávio Moura, Ênio Salviano, Luiz Toledo, Hamilton e Fernando Santana. Com posicionamento contrário à decisão apenas dois não acataram as solicitações, sendo eles: Vilmar Palmeira e coronel Camelo.

O presidente do PMDB metropolitano disse, após a reunião, que o Conselho de Ética fará a abertura do processo para a defesa dos peemedebistas que serão intimados, incluindo Júnior Friboi. Após as defesas, o Conselho devolve o caso para a executiva metropolitana em forma de parecer. Mizair Lemes ponderou que os peemedebistas que votaram contra justificaram apenas que não concordavam com a forma que a peça foi solicitada. “Estes membros terão a oportunidade em falarem e se for convincente, pode reverter o pedido de expulsão.”

Já os que foram a favor do encaminhamento, conforme o presidente, justificam que o partido não pode deixar esse tipo de questão pendente. “O PMDB precisa dar respostas e não pode se acomodar diante dos últimos fatos que aconteceram com o partido.” Mizair Lemes Jr. relatou novamente que alguns peemedebistas apenas usam o partido, porém, não tem engajamento com o projeto político que a sigla orienta e discute.

Friboi

Júnior Friboi se filiou ao partido em maio de 2013 já com o projeto de ser o candidato da sigla ao governo de Goiás. Entretanto, com a insistência dos apoiadores de Iris Rezende, o ex-prefeito foi proclamado como candidato do PMDB. No inicío, o nome cogitado era do empresário Júnior Friboi que percorreu vários municípios goianos e estabeleceu alianças partidárias, contudo, desistiu após o interesse de Iris Rezende em disputar o pleito eleitoral. O PMDB, então, homologou a candidatura de Iris Rezende ao governo, após se lançar pré-candidato e também retirar a pré-candidatura.

Movimentos organizados pelos iristas mobilizaram parte do partido para que o peemedebista retomasse o projeto político. Ao lado do deputado Armando Vergílio (SDD) para vice-governador e do deputado federal Ronaldo Caiado (DEM) para senador a chapa majoritária PMDB/DEM/SDD também fechou aliança com PTN, PPL, PRTB e PCdoB.

Com a desistência da candidatura, Friboi se afastou do processo eleitoral e apenas próximo às eleições do primeiro turno que o empresário manifestou apoio a Marconi se juntando a outros 24 prefeitos da oposição que optaram pelo projeto tucano.

Eleição PMDB

Outra pauta da reunião foi as eleições para o novo presidente do partido municipal. Assim como na executiva estadual, o PMDB metropolitano terá até agosto de 2015 para realizar o processo de escolha da nova diretoria da sigla. Mizair Lemes Jr. disse que está à disposição do partido para que também possa ser reeleito caso este seja o consenso do partido.

DANYLA MARTINS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.