Panorama Responde Top Destaque

Panorama Responde: Você sabe como funciona o sistema de correção do Enem 2019?

A correção segue a chamada Teoria de Resposta ao Item, e consegue identificar os chutes do aluno

Nesse último domingo (03), a primeira parte do Exame Nacional do Ensino Médio foi aplicada em mais de 1,7 mil municípios, com as provas de Ciências Humanas, Linguagens e Redação.

Resolver as questões fáceis e chutar só em último caso e nas questões difíceis é a chave para se dar bem na prova. Mas por quê? A gente explica.

O Enem possui um sistema de correção baseado na Teoria de Resposta ao Item (TRI), que leva três aspectos em consideração: o conhecimento do candidato, o nível da questão em si e a aleatoriedade, ou seja, o chute.

Assim, não existe um valor fixo de pontos por questão, a pontuação varia conforme o percentual de acertos e erros naquele item entre os participantes e, também, de acordo com o desempenho de cada estudante na própria prova.

O sistema entende que é esperado que o aluno consiga resolver uma questão fácil e tenha problemas nas mais difíceis. Se, por exemplo, o aluno erra as fáceis e acerta as difíceis, o sistema vai entender que ele chutou, resultando em baixo desempenho. Ou seja, quanto mais questões fáceis você acertar, melhor.

Por isso acontece de alunos que acertaram a mesma quantidade de questões, ficarem com pontuações diferentes.

Ademais, o critério para definir o nível de dificuldade da questão é baseado no percentual de acertos dos candidatos. Quando mais difícil a questão, maior a pontuação.

O TRI é aplicado em todas as provas, exceto na redação. O Enem continua no próximo domingo (10), quando serão aplicadas as provas de ciências da natureza e matemática. Fique atento a essas explicações e boa sorte!

Larissa Pedriel
Foto Capa: Internet
Jornalismo Portal Panorama
panorama.not.br

mm

Redação Portal PaNoRaMa

O Portal PaNoRaMa um dos pioneiros na área de cobertura de eventos e notícias de Jataí - Goiás, lançando uma forma única de trabalho e divulgação.

Adicionar comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba as principais notícias do dia

Abrir conversa
Precisa de ajuda?