Cães & cia Colunistas

Os cuidados com os animais nas festas de fim de ano

Evite situações indesejadas com seu cãozinho nesse fim de ano

Quando a festa de natal ou réveillon são na casa de pessoas que possuem animais, seus animais podem se mostrar estressados e agitados com o movimento de pessoas estranhas, o barulho, especialmente se esse animal for um gato. Por isso, cogita-se deixa-los num ambiente isolado e sem contato com os convidados, ou leva-los para um hotelzinho.

Procure manter seus gatinhos num quarto fechado, confortável, com água, comidinha e, se possível, com música suave, onde ninguém tenha acesso. Deixe pelo menos uma porta de armário aberta para que eles possam entrar caso entrem em pânico, pois os gatos são muito sensíveis!

Quanto aos cãezinhos, também deverão ser mantidos num cômodo confortável, livres de correntes, com música suave, sem que pessoas estranhas tenham acesso ao cômodo. NÃO deixe muitos cães juntos, pois o pânico que os rojões geram pode ocasionar brigas com consequências irreparáveis.

Algumas pessoas, podem sentir pena e dar restos de comida para o pet, podendo ocasionar vômitos e diarreia, ou intoxica-los com algum alimento. O excesso de gordura no alimento pode causar uma pancreatite aguda no cãozinho. Alguns animais podem achar copos de bebidas alcóolicas no chão e beber, o álcool é absorvido pelo organismo dos animais e metabolizado pelo fígado bem mais rapidamente, causando náuseas e vômitos, problemas respiratórios e até coma.

Dos alimentos que fazem parte da ceia natalina está o chocolate, e é um dos alimentos potencialmente mais tóxicos para o seu cachorro. Fique atento! A uva passa também é tóxica para o cão, causando problema renal.

Cuidado com os efeites natalinos, pois cães podem engolir bolas e laços de natal, especialmente se são jovens. O pisca-pisca, costuma ser um grande problema, principalmente para gatos, que se sentem atraídos pelas luzes, pois pode causar queimaduras e choques elétricos. È melhor deixar os enfeites fora da área de alcance dos animais.

Os cachorros, em especial, apresentam uma sensibilidade e incômodo maior ao barulho devido à sua audição avançada e super apurada. Os fogos de artifícios podem ser bastante assustadores para esses animais, os quais não devem ficar sozinhos. Eles podem fugir para as ruas, saltarem janelas, arranharem portas…Uma dica é utilizar florais de bach, deixá-los dentro de casa, aromaterapia, e não soltar fogos.

Evite situações indesejadas com seu cãozinho nesse fim de ano e boas festas!!

Colunista: Jackelyne Dutra – CRMV-GO 05767
Jornalismo Portal Panorama
Foto Capa: Internet

Aviso importante:
O conteúdo exibido nesta seção (COLUNA), apresenta caráter meramente informativo. O Portal PaNoRaMa não se responsabiliza pelo conteúdo dos colunistas que assinam cada texto, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal PaNoRaMa se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins.