Novo Land Rover Evoque: o 1º carro do mundo a ganhar câmbio de 9 marchas

Novo Land Rover Evoque: o 1º carro do mundo a ganhar câmbio de 9 marchas

19 de março de 2014 0 Por Redação Portal PaNoRaMa

[vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_facebook type=”standard”][/vc_column][/vc_row]

Land Rover Range Rover Evoque 2014 (Foto: Divulgação / Marcos Camargo)

Land Rover Range Rover Evoque 2014 (Foto: Divulgação / Marcos Camargo)

Nesta segunda-feira (17) começou a ser vendida nas concessionárias brasileiras a linha 2014 do Range Rover Evoque, que visualmente não apresenta praticamente nenhuma alteração, embora a marca britânica tenha usado a estratégia de renovar o automóvel na área tecnológica e na redução do alto consumo de combustível.

O carro-chefe dessa mudança é o inovador câmbio ZF-9HP, de nove velocidades, sendo o primeiro do mundo com esse número de marchas. O motor segue o mesmo 4-cilindros em linha, de 16 válvulas e 2 litros da linha anterior, capaz de gerar 240 cavalos de potência e 34 kgfm de torque.

A alemã ZF desenvolveu a transmissão 9HP, que funciona com relações bastante curtas entre as marchas mais baixas, promovendo trocas rápidas e deixando o veículo (quase) sempre abaixo das 2 mil rotações.

Além de oferecer mais opções ao motorista, ela consegue ser 7,5 kg mais leve que a antiga transmissão de seis marchas do menor dos Land Rover. Além de pesar pouco, a caixa consegue ser compacta — são apenas 6 mm a mais de comprimento em relação à antiga transmissão do Evoque. Essa característica é essencial em modelos com motores transversais, que contam com espaço restrito no cofre do motor.

Os retrovisores laterais foram “achatados”, ficando menos compridos, mais largos, pontudos e com filetes de LED em vez de lâmpadas convencionais.

Pela nova tabela da marca, o Evoque Pure, versão de entrada, passa a custar R$ 12,6 mil a mais do que a linha atual. A fabricante credita o reajuste aos dois câmbios: o do carro e também o do euro, mais valorizado em relação ao real.

O aparente exagero na quantidade de marchas é justificado em números: segundo o programa de etiquetagem do Inmetro, o novo Evoque de nove marchas é 19% mais econômico na cidade e 29% na estrada, obtendo nota A em sua categoria (e D na geral). Nas medições padronizadas da entidade, o crossover fez 7,9 km/l na cidade e 11,1 km/l na estrada.

De acordo com a Land Rover, a economia proporcionada por esse sistema, mais a adoção do start-stop, outro componente que estreia, ficará em torno de 11% no consumo e 10% na emissão de gases. Isso se o condutor mantiver ativado o modo econômico e respeitar as recomendações que o track-log do veículo – um indicador no quadro de instrumentos ou painel, que mostra os pontos que o motorista está “queimando gasolina”, como ao pisar agressivamente no acelerador.

O utilitário responde de forma rápida e precisa a todos os comandos e segura um bom embalo a 100 km/h, em nona marcha, a menos de 1.900 rpm. E em caso de ultrapassagens, não é preciso reduzir além da sexta.

Além dessas novidades de transmissão e start-stop, vários outros itens foram aprimorados como a distribuição independente de torque nas quatro rodas, controle de cruzeiro adaptativo, novos assistentes de estacionamento, navegação, bancos com o conforto do aquecimento e resfriamento artificial, personalização com 16 diferentes opções e som com 17 alto falantes.

Nayara Borges – Site PaNoRaMa (Foto: Divulgação / Marcos Camargo)