MAPA promove mais medidas de combate a helicoverpa

Agronegócio

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) estendeu até o dia 18 de março do ano que vem, as autorizações emergenciais para o controle da Helicoverpa armigera. Esta espécie de lagarta, que já causou inúmeros prejuízos ao agricultor, é conhecida por sua alta capacidade de destruição em culturas de milho, soja e algodão.

CAT- Agro

Dessa forma, de acordo com a Instrução Normativa publicada no dia 19 de março no Diário Oficial da União, “ficam priorizadas as análises técnicas dos pleitos de registros dos produtos agrotóxicos e afins aplicáveis no controle, supressão ou erradicação da praga Helicoverpa armigera enquanto vigente a emergência fitossanitária”.

Tal instrução é de grande importância devido ao fato desta lagarta se alimentar de diversos vegetais de relevância econômica, tornando o seu controle dificultado. Segundo a Embrapa, na safra de 2012/2013, foi identificada a ocorrência das lagartas em um nível muito alto, por causa de práticas de cultivo inadequadas, como o plantio excessivo de espécies vegetais hospedeiras, como o milho, soja e algodão, em áreas muito extensas e aplicação incorreta de agroquímicos.

Portanto, o ambiente foi se tornando cada vez mais suscetível ao ataque de insetos pragas e outras doenças, por conta da grande disponibilidade de alimentos, locais de reprodução adequados e eliminação dos seus agentes naturais de mortalidade.

Outro fato a ser analisado é o cuidado que os produtores devem ter, fazendo o controle químico adequado, revezando os produtos e monitorando semanalmente a lavoura, utilizando a técnica de pano de batida.

Rosana de Carvalho – Site PaNoRaMa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.