Geral Notícias

‘Janeiro Peludo’: campanha incentiva mulheres a deixarem pelos crescerem

A campanha é uma reação aos padrões de beleza. Em revistas de moda e na publicidade, a regra é mostrar mulher com as axilas e as pernas impecavelmente depiladas...

Uma campanha iniciada na Inglaterra no mês passado está chamando a atenção da internet em várias partes do mundo na última sexta-feira (4). Trata-se do Januhairy (ou, em tradução livre, ‘Janeiro Peludo’), iniciativa que convida mulheres a “amarem e aceitarem” a si mesmas com seus pelos naturais enquanto arrecadam dinheiro para a caridade.

A fundadora do grupo no Facebook, a britânica Laura Jackson, 21, deu uma entrevista à repórter Millicent Cooke, da BBC, em Londres, em que explica suas ideias. Jackson propõe que as mulheres que quiserem deixem seus pelos corporais crescerem para que, assim, se tornem mais confortáveis em seus “corpos lindamente únicos”.

A proposta é que os pelos de todas as partes do corpo possam crescer naturalmente, incluindo os mais expostos, como os das pernas e axilas. “Me senti livre e mais confiante. Algumas pessoas próximas não entenderam ou concordaram porque não me depilei mais”, disse à BBC.

O Janeiro Peludo, segundo a britânica, já alcançou o apoio de mulheres do próprio Reino Unido, além de Estados Unidos, Canadá, Alemanha, Rússica e Espanha.

Caridade

Algumas das participantes são patrocinadas pelo Januhairy para que possam deixar os pêlos crescerem e possam postar na internet. Em seguida, são convidadas a doarem a quantia para o Body Gossip, uma instituição de caridade que dá palestras sobre a importância da imagem corporal.

Apesar da polêmica que tem causado nas redes sociais, Laura afirmou que não quer agredir ninguém. “Esta não é uma campanha agressiva a quem não percebe quão normais são os pêlos do corpo. É um projeto de empoderamento para todos entenderem melhor sobre a ideia que temos de nós mesmos e dos outros”, declarou.

Fonte: Mais Goiás
Foto Capa: Reprodução
Jornalismo Portal Panorama