A importância da atualização da lista de pragas para a nossa região

Agronegócio

Como alguns já devem estar a par, o Ministério da Agricultura, juntamente com a Pecuária e Abastecimento, disponibilizou uma atualização das pragas quarentenárias no Diário Oficial da União.

NUMBERS-300x250

Com base na atualização e nos fatos recentes como o que inclui a discussão de Jataí em favor ao combate da praga Helicoverpa, torna-se importante ressaltar o fato de que tal atualização será de grande benefício para as plantações.

Em consequência de tal atualização, são aplicados métodos de controle de plantas e de seus produtos (raízes, frutos, sementes, etc.) para evitar a chegada das pragas ao país ou sua proliferação, caso já tenham chegado.

 A lista foi dividida em duas partes. Uma parte se trata das quarentenárias ausentes (que ainda não chegaram ao país) e a outra parte se trata das quarentenárias presentes, que já foram identificadas no país.

Em 2014 já foram identificadas algumas destas no Brasil, ocasionando assim a atualização da lista. Alguns desses casos são: o do ácaro Raoiella que indica a praga Maconellicoccus hirsutus, que é conhecida também como cochonilha-rosada, e o outro caso que é mais conhecido e recente é o da lagarta Helicoverpa armigera, que tem causado enormes prejuízos econômicos, em diferentes estados, inclusive em Goiás.

Com ênfase nessa lista atualizada, o Departamento de Sanidade Vegetal pode passar a aplicar sem hesitar medidas de prevenção, controle, erradicação e monitoramento das plantas. Então é importante lembrar que a atualização de tal lista é essencial, para evitar a ocorrência de mais danos ou percas nas plantações de nossa região.

Nayara Borges de L. T. Moraes / Foto: Alex Alves – Site PaNoRaMa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.