Greve Estadual: reunião discutirá fim da greve dos professores

Notícias Top Geral

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego) e a Secretaria de Estado de Educação Cultura e Esporte (Seduce) se reúnem, nesta quarta-feira (17), com o objetivo de discutir propostas e colocar fim à greve dos professores, a qual já perdura por mais de 30 dias.

A Seduce comunicou que 10% das escolas foram afetadas pela greve e que das 1.153 unidades da rede estadual, 34 estão completamente paralisadas e outras 83 estão funcionando parcialmente. No entanto, de acordo com o Sintego, cerca de 45% das escolas aderiram à paralisação.

De todo modo, as demandas exigidas pelos educadores, que estão em greve desde o dia 13 de maio,  são relativas ao pagamento do piso, fim do parcelamento dos salários, o pagamento da data-base dos administrativos e, também, a realização de concurso público para a contratação de mais docentes.

Desta forma, a professora Rosângela Zanuzzi salienta que “a gente não está nem pedindo aumento de salário, apenas que seja pago o piso. A lei diz que ele deve ser pago em janeiro, mas o governo sempre pagou em maio. Agora neste ano ele entendeu que só deve pagar em agosto”.

Antes da deflagração da greve, o Governo de Goiás havia estabelecido o pagamento do Piso para P-III e P-IV somente em agosto, o que gerou conturbação e revolta, logo, foi um dos desencadeadores ao movimento dos professores. Deste modo, a Seduce propôs o reajuste de 13,01% nos salários dos professores P-I e P-II, retroativos a janeiro deste ano e os mesmos 13,01% de aumento para os professores P-III e P-IV a partir de julho. Contudo, o Sintego informou que a categoria recusou.

Neste momento, a base representativa dos professores e integrantes do governo discutem propostas e procuram um denominador comum, de modo a findar com a greve dos educadores de Goiás.

Bruna Assis
Jornalismo Portal Panorama

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.