Em Jataí (GO), algumas áreas de feijão registram quebra de até 70% devido ao excesso de chuvas

Agronegócio

O excesso de chuva na região de Jataí (GO) afetou a produção do feijão primeira safra. Com redução na produtividade e qualidade do grão, a produção deve registrar quebra de 25% na média da região.

NUMBERS-300x250

Segundo o presidente do sindicato rural, Ricardo Peres, em localidades mais afetadas a perdas chegam a 70%. “A questão da chuva em relação ao feijão perde-se muito em qualidade, e conseqüentemente o preço”, ressalta.

Além disso, o clima também contribuiu para o desenvolvimento das doenças e pragas nas lavouras da região, aumentando também os custos de produção com mais aplicações do que o programado inicialmente.

Diante desses fatores, o cenário é preocupante para os produtores de feijão que estão enfrentando redução na produção, queda no preço e aumento nos custos de produção.

De acordo com Peres, ainda não há referência de preços para esse feijão de menor qualidade na localidade, no entanto o grão de característica mais elevada varia entre R$ 220,00 a R$ 230,00 a saca de 60 kg.

“Esse preço é significativo em relação aos últimos anos, e o produtor acaba conseguindo minimizar as perdas com os custos e produção, mas o problema é fazer a média nesse valor”, pondera o presidente.

Nessas regiões, grandes partes dos produtores não possuem seguro, devido ao alto custo de aquisição, e deverão arcar com os prejuízos.

Por: Fernanda Custódio e Larissa Albuquerque
Fonte: Notícias Agrícolas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.