Benefícios da culinária japonesa

Benefícios da culinária japonesa

9 de setembro de 2014 0 Por Rosana de Carvalho

A verdadeira comida japonesa, ou seja, aquela sem abuso de temperos, sal, frituras e açúcar, é considerada uma das melhores dietas de todo o mundo, promovendo inclusive a longevidade. Praticamente não usam gordura saturada, que é nociva para nosso organismo e fazem uso constante de alimentos ricos em substâncias importantes como o ômega 3, presente no salmão. Mas saiba que nem todos alimentos são saudáveis, principalmente se ingeridos em excesso, mesmo quando estão presentes em uma alimentação mais natural.

Um exemplo disso é o molho de soja, conhecido como shoyu. O adequado é não utilizá-lo em pratos onde já exista adição de sal. No yakissoba, os vilões são os molhos utilizados no preparo, já o arroz, base da culinária japonesa, possui grande quantidade de carboidratos.

Por outro lado, temos aqueles alimentos que nos proporcionam diversos benefícios, assim, por exemplo, as algas, presentes principalmente em sushis e temakis, são excelentes fontes de iodo, que melhora o sistema imunológico. Possui ainda vitaminas do complexo B, que regulam a serotonina, hormônio neurotransmissor que provoca sensação de prazer e bem estar. Além disso, de acordo com estudos da Universidade de Newscastle, na Grã-Bretanha, as algas são capazes de reduzir a absorção de gordura pelo organismo em até 75%.

Outro exemplo são os peixes, como salmão, truta e atum, que são bastante utilizados nesta culinária. Todos são ricos em ômega 3, um importante aliado do coração, pois ajudam a dissolver placas de gordura do interior de vasos sanguíneos, evitando doenças cardiovasculares. O ômega 3 aumenta também os níveis de HDL (bom colesterol) e diminui os níveis de LDL (colesterol ruim).

O pepino é outro alimento muito encontrado na culinária japonesa e seus benefícios são amplamente conhecidos. Por ser composto por aproximadamente 95% de água, tem poucas calorias e é ótimo para hidratar o organismo. É também um diurético natural e é fonte de potássio, que influencia a flexibilidade muscular, evitando cãibras. Consegue diminuir ainda irritações e inchaços da pele. Já o gengibre, também muito consumido, é rico em fibras e tem ação desintoxicante, favorecendo a digestão. Ajuda no combate a infecções, principalmente de garganta. Para os adeptos de dietas, é um alimento que consegue aumentar a temperatura corporal, intensificando a queima de gorduras, ajudando no emagrecimento.

Por fim, mais um exemplo de alimento que promove benefícios para nosso corpo, temos o tofu, que é um derivado da soja, por isso mesmo, possui as mesmas propriedades desta leguminosa, sendo uma excelente fonte de proteínas e rico em minerais como cálcio, fósforo e magnésio. De acordo com alguns pesquisadores da dieta japonesa, a ingestão de tofu contribui para a baixa incidência de certos tipos de câncer, como o de mamas, próstata e cólon, doenças cardiovasculares e osteoporose.

Rosana de Carvalho – Site PaNoRaMa