Saúde e Bem Estar

Vitamina D: Conheça os riscos da falta e do excesso

O assunto é controverso no meio médico e gera debates acerca da quantidade correta

O que é?

A vitamina D é um pró-hormônio produzido pela incidência de luz UVB na pele. Mas o que significa isso e no que isso te afeta?

Ao contrário de outras vitaminas, a vitamina D é produzida quase em sua totalidade (90% do necessário) pelo próprio corpo humano. Ou seja, apenas 10% da quantidade necessária é obtida por meio dos alimentos. No artigo sobre a vitamina D do Dr. Drauzio Varella, o médico associa a falta dessa vitamina à vida moderna, e acrescenta que o excesso dela também pode trazer riscos à saúde:

“Esses conhecimentos, associados à dificuldade de exposição ao sol característica da vida urbana, criaram um mercado fértil para o consumo indiscriminado de suplementos contendo vitamina D que, nos Estados Unidos, saltou de U$ 50 milhões em 2005, para U$ 600 milhões em 2011.

Muitos pesquisadores desaprovam essa estratégia de medicar em massa. No passado, outras vitaminas que pareciam trazer benefícios à saúde, demonstraram efeito contrário.”

Dentro da comunidade médica, porém, o assunto é polêmico. Ortomoleculares e endocrinologistas debatem sobre a quantidade correta da vitamina.

Perigos

HIPOVITAMINOSE

Existem indícios de que a hipovitaminose (falta da vitamina) pode causar osteoporose e aumentar a chance de fraturas. A endocrinologista Dra Regina Diniz, formada pela USP acrescenta outros possíveis danos da hipovitaminose:

“Além de problemas ósseos, existem indícios de que a falta de vitamina D pode contribuir para o desenvolvimento de várias outras doenças como obesidade, diabetes, depressão, Alzheimer, doença cardiovascular, câncer de mama, câncer colorretal, câncer de Próstata e artrite reumatóide”

HIPERVITAMINOSE

Assim como a falta da vitamina é prejudicial, o excesso dela (hipervitaminose) também é. Segundo o endocrinologista Ademar Caetano, a hipovitaminose pode gerar toxicidade e hipercalcemia, por isso a vitamina “possui indicações precisas, não deve ser banalizada e, em excesso, traz riscos à saúde”.

Recomendações médicas

Na dúvida sobre tomar ou não a vitamina, consulte um médico e peça um exame de sangue. “Evite comprar suplemento de vitamina D sem orientação de um profissional de saúde. Talvez você nem precise de suplementação. Por outro lado, em muitos casos, as doses necessárias nas primeiras semanas de tratamento para atingir os níveis normais são muito maiores do que as doses sugeridas nas embalagens dos suplementos de vitamina D.

Por isso, evite iniciar a suplementação por conta própria, procure seu médico e siga uma recomendação personalizada”, afirma a Dra. Regina Diniz.

Para evitar a hipervitaminose, o Dr. Drauzio Varella recomenda:

“Enquanto os resultados não são conhecidos, é mais sensato confiar no método natural: expor braços e pernas ao sol durante 5 a 30 minutos (a pele escura sintetiza com mais dificuldade), duas vezes por semana, ou apanhar sol no corpo inteiro a cada dois ou três meses, por tempo suficiente para deixar a pele um pouco mais pigmentada”.

Descobri que preciso, e agora?

O suplemento de vitamina D está à venda em  Jataí, na Cerrado Alimentos Naturais.

CERRADO ALIMENTOS NATURAIS
(64) 3631-8387 / (64) 9 9988-8228 (WhatsApp)
cerrado.jti@hotmail.com
Rua Anhanguera, 615 – centro
Jataí/Goiás

Thaysa Alves
Jornalismo Portal Panorama
panorama.not.br

Enquete:

Enquete! O PaNoRaMa quer saber a sua opinião: Proibição do uso do narguilé em público e da venda a menores. Você é contra ou a favor?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Enquete:

Enquete! O PaNoRaMa quer saber a sua opinião: Proibição do uso do narguilé em público e da venda a menores. Você é contra ou a favor?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...