Agronegócio Top Destaque

‘Sementes misteriosas’ de origem asiática são analisadas em laboratório de Goiânia

Pacotes com sementes misteriosas enviadas de países asiáticos passam por análise no Laboratório Federal de Defesa Agropecuária (LFDA) em Goiânia. (Foto: divulgação/Ministério da Agricultura)
Ao menos 199 pacotes com sementes misteriosas foram entregues em Goiás, Distrito Federal e outros 22 estados...

Pacotes com sementes misteriosas enviadas de países asiáticos passam por análise no Laboratório Federal de Defesa Agropecuária (LFDA), em Goiânia. Ao menos 199 encomendas com as sementes não solicitadas foram recebidas pelos Correios em Goiás, em outros 22 estados e no Distrito Federal (DF).

Topy

Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), todos os pacotes são originários de países asiáticos, como China, Malásia e Hong Kong. As sementes chegaram ao Acre, Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Todo o material recebido pelos estados está sendo enviado ao LFDA em Goiânia, local de referência no diagnóstico de vegetais, onde serão realizadas análises para verificar eventuais riscos à saúde humana, à produção agrícola brasileira ou ao meio ambiente.

O portal entrou em contato com o laboratório e com o Ministério da Agricultura para saber se já há informações quanto ao resultado do estudo, bem como a quantidade de sementes enviadas a Goiás, e aguarda um posicionamento.

De acordo com o ministério, ainda não é possível apontar os riscos envolvidos nos pacotes. A orientação é que as pessoas não abram as embalagens não solicitadas. O pacote não deve ser descartado no lixo, a fim de evitar o contato das sementes com solo e sua germinação. As sementes também não devem ser plantadas.

Recolhimento em Goiânia

Para evitar possíveis problemas fitossanitários pelo uso das chamadas ‘sementes misteriosas’, a Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) tem realizado o recolhimento nos domicílios em Goiânia. Para isso, portanto, a população deve informar o órgão acerca do recebimento do material.

Na capital, o contato pode ser feito pelos telefones 99648-2956 e 98591-5886. Já no interior, as sementes devem ser entregues nos escritórios da Agrodefesa, em 238 municípios do Estado.

O presidente da Agrodefesa, José Essado, orienta que, em nenhuma hipótese, as pessoas façam o plantio das sementes. Segundo ele, os materiais propagativos podem conter pragas e doenças inexistentes no Brasil e em Goiás, com consequências danosas para a produção agrícola do Estado.

Alerta

O Ministério da Agricultura pede que as pessoas que receberem os pacotes entrem em contato com a Superintendência Federal de Agricultura de seu estado ou o órgão estadual de defesa agropecuária para providenciar a entrega ou recolhimento do material. O alerta vale para recebimento de sementes que cheguem do exterior de qualquer país e não somente da China.

A importação de vegetais sem autorização pode introduzir pragas ou doenças que não existem ou estão erradicadas no Brasil, além de causar prejuízos econômicos. Para evitar o risco fitossanitário, o ministério diz que atua no controle do e-commerce internacional com equipe dedicada a fiscalizar e impedir a entrada de material sem importação autorizada no país. Ainda não é possível afirmar se essa ação está relacionada a alguma estratégia de marketing de vendas por e-commerce.

Vale destacar que a entrada de sementes no Brasil só pode ser originária de fornecedores de países com os quais o Ministério da Agricultura já tenha estabelecido os requisitos fitossanitários. Esse material deve ser certificado pelas autoridades fitossanitárias do país exportador.

Fonte: Mais Goiás
Jornalismo Portal Panorama
panorama.not.br

mm

Redação Portal PaNoRaMa

O Portal PaNoRaMa um dos pioneiros na área de cobertura de eventos e notícias de Jataí - Goiás, lançando uma forma única de trabalho e divulgação.

Adicionar comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba as principais notícias do dia

Topy
Abrir conversa
Precisa de ajuda?