Produtores só descobriram que os fertilizantes eram falsificados após fazerem testes em laboratórios. Porém, muitos acabaram usando o produto em lavouras, prejudicando a produção.

Seis pessoas foram presas em São Paulo e no Paraná suspeitas de integrar uma organização criminosa que comercializava adubos falsificados para produtores rurais de Goiás e de outros estados, causando prejuízos milionários. Segundo a Polícia Civil, além das prisões, sete mandados de busca e apreensão foram cumpridos.

As investigações que resultaram na Operação Deméter, deflagrada na quarta-feira (12), apontam que o grupo atuava por meio de uma empresa de fachada, há um ano. Eles comercializavam o adubo com preços bem inferiores aos de mercado, alegando que os fertilizantes eram trazidos do exterior a preços menores, e assim atraiam vários produtores.

“Os seis integrantes foram presos e já se encontram na sede do COP, em Curitiba, onde serão interrogados E, posteriormente, o inquérito concluído e encaminhado ao Poder Judiciário”, disse o delegado Leonardo Sanches.

Falsificação

Os produtores rurais só descobriram que os fertilizantes eram falsificados após fazerem testes em laboratórios. Porém, muitos produtores não realizaram os testes e acabaram usando o produto em lavouras, prejudicando toda a produção.

Durante a operação, os policiais ainda constataram que a organização criminosa abriu outras empresas de fachada e continuava aplicando o mesmo golpe em produtores rurais de vários estados.

A ação foi cumprida por meio da Delegacia de Silvânia, com apoio do Grupo Especial de Investigação Criminal – 3ª DRP, PC do Paraná e PC SP.

Os nomes dos investigados não foram divulgados pela PC, por isso não foi possível localizar as defesas para um posicionamento.

Fonte: Mais Goiás
Foto: Divulgação/PCGO
Jornalismo Portal Pn7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
× Como posso te ajudar?