Reunião de manifestantes da UFG é realizada com diretor para negociação da desocupação dos campus

Notícias Top Geral

[vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_facebook type=”standard”][/vc_column][/vc_row]

Neste domingo (30), aconteceu no Câmpus Jatobá uma reunião com o diretor, na qual fora apresentado um documento com as pautas mínimas que devem ser atendidas para que haja a suspensão da ocupação das unidades Riachuelo e Jatobá.

Das pautas colocadas no documento, as únicas que ainda não foram compromissadas são as referentes à Auto Viação Jataí. Desta forma, o documento foi assinado pelo diretor, o qual se comprometeu a marcar uma reunião entre a Auto Viação Jataí e o movimento para que tais pautas mínimas sejam imediatamente firmadas, para que então, aconteça a suspensão da ocupação dos Câmpus.

Segundo os manifestantes, dentre as pautas reivindicadas no movimento, algumas são essenciais para que exista o início da negociação da desocupação. Algumas dessas pautas já foram compromissadas (não concretizadas), pelos órgãos responsáveis, porém ainda existem questões que não foram atendidas.

Segundo o documento, em relação ao transporte e entre as pautas exigidas que restam ser compromissadas, está à instalação de pontos de recarga no Câmpus Riachuelo e Jatobá com atendimento todos os dias da semana, a disponibilização de duas linhas de ônibus gratuitas, a volta da linha de ônibus do Cohacol, realização do estudo de viabilidade sobre a criação de novas linhas de ônibus e em relação ao passe livre, a criação de ticket para que os alunos tenham direito a meia passagem mesmo que o cartão esteja descarregado, que a Auto Viação Jataí permita a entrada de idosos pela porta de trás do ônibus quando não há vagas na parte da frente, atualização e respeito de circulação dos horários, abertura das planilhas de custos e lucros da empresa Auto Viação Jataí, efetivação de uma forma de integração entre as linhas de ônibus para que estudantes que necessitam pegar dois ou mais ônibus para chegar a determinada localidade possam fazer isso em período de tempo suficiente e pagando somente uma passagem. Além de tais reivindicações sobre o transporte público, ainda estão as questões relacionadas ao acesso de pessoas com necessidades especiais, e a exigência de que o DNIT realize urgentemente os serviços compromissados, em torno da UFG – Campus Jatobá, rodovia federal BR-364, nas proximidades do km 195.

Tendo em vista que as demandas apontadas pelo movimento extrapolam as pautas supracitadas, foi definido em Assembleia realizada no dia 29 de março, que o atendimento de tais pautas imediatas, são condições mínimas para a reabertura e restabelecimento das atividades da Regional Jataí/UFG.

O diálogo entre o Movimento e os órgãos responsáveis pelo cumprimento das exigências está em andamento e em estágio avançado. Foi informado que nesta semana terão as respostas sobre o que tem se reivindicado no documento, com isso foi solicitado o cancelamento da discussão/reunião marcada para esta terça-feira (1º de abril), pelo fato de que caso tal reunião/discussão aconteça, a mesma será prejudicial ao diálogo do Movimento com os órgãos competentes, podendo levar à permanência da ocupação.

Os manifestantes ressaltam que caso haja de fato o fim da ocupação nos Câmpus, isto não significará o fim da mobilização, pois esta continuará e as manifestações irão se repetir sempre que necessário, para que todas as pautas sejam atendidas.

Nayara Borges / Foto: Arquivo – Site PaNoRaMa

One thought on “%1$s”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.