Neto é preso pela quarta vez suspeito de agredir os avós

Sem categoria

Um jovem de 26 anos foi preso em flagrante na quarta-feira (7) suspeito de torturar os avós, de 82 e 86 anos, em Anápolis, a 55 km de Goiânia. Segundo a Polícia Civil, Luis Willian de Araújo já havia sido detido outras três vezes por agressão, sendo que em uma das ocasiões ele quebrou o nariz do avô com um tijolo.

De acordo com a polícia, ele pratica crimes desde 2006, quando ainda era menor de idade. Além das agressões, ele já foi denunciado por tentativa de homicídio do avô. “A quarta prisão em flagrante do Luis demonstra a ineficácia dos órgãos públicos, da polícia, do Ministério Público do estado e do Poder Judiciário em relação à proteção dessas vítimas de violência doméstica”, opina o delegado Manoel Vanderic.

Segundo a polícia, em 2012, a Justiça determinou uma medida protetiva que determina que Luis William permaneça a, pelo menos, 100 metros de distância dos avós. Entretanto, ele segue morando na casa dos idosos.

Segundo a aposentada Maria Oliva de Araújo, 82, que é cega de um olho, ela permite que o neto continue no local porque ele não tem onde morar. “Sinto dó, ele é ignorante, foi criado jogado”, afirma.

O também aposentado Geraldo Cassimiro de Araújo, 86, relata que o rapaz causava estragos na residência sempre que ficava agressivo e nega que o neto seja usuário de drogas. Geraldo afirma que já perdeu as contas de quantas vezes foi agredido e, mesmo com a prisão do jovem, segue com medo. “Eu quero justiça. Se ele sair de lá [cadeia] tem que ter justiça para isso porque se não ele vai chegando e vai invadindo minha sala”, diz.

Luis William foi indiciado por tortura e, se condenado, pode ficar preso por oito anos.

Fonte: G1 /Foto: Reprodução TV Anhanguera

One thought on “%1$s”

  1. Gente, isso é um absurdo, como um animal dessa qualidade pode ainda estar as soltas e morando na mesma casa dos avós à que ele maltrata.
    Nossas leis realmente só estão desmoralizadas. Aí eu pergunto, onde estão os membros do Direitos Humanos para cobrar da justiça que se faça alguma coisa em favor à estes idosos?
    Agora é quase que certo que irão visitar o agressor quando for condenado, isso se for condenado mesmo. Acho essa instituição uma aberração. Que me perdoe os membros dela, mas, é uma verdadeira vergonha para eles. Eu não trabalharia numa instituição dessa, mas, nem que foce obrigado, exceto se eu pudesse realmente agir de acordo com a realidade…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.