Polícia / Bombeiro

Mulher é morta com golpes de panela em Caiapônia

Segundo a Polícia Militar (PM), a suspeita é que o autor tenha utilizado algumas panelas da casa da vítima para atacá-la. A motivação do crime ainda é desconhecida.

Uma mulher foi encontrada morta, nesta segunda-feira (7), em um assentamento localizado na zona rural de Caiapônia, região Sul de Goiás. Segundo a Polícia Militar (PM), a suspeita é que o autor tenha utilizado algumas panelas da casa da vítima para atacá-la. A motivação do crime ainda é desconhecida.

Conforme relato da corporação, uma equipe foi acionada através de ligação anônima para verificar um suposto caso de homicídio em um assentamento identificado como Banco da Terra, zona rural do município. Ao chegarem no local, os policiais encontraram a vítima, Clarice Inácia da Mata Silva, de 50 anos, nua, caída no chão de um dos cômodos da casa, sem seus documentos pessoais e já sem vida.

Próximas ao corpo foram encontradas panelas sujas de sangue que supostamente teriam sido utilizadas para desferir os golpes que vitimaram Clarice. Em um dos cômodos da residência, os militares encontraram a documentação pessoal de Marcos Aurélio Gomes Gonçalves, de 29 anos, apontado pela equipe como o principal suspeito do homicídio.

Moradores da região e vizinhos da vítima disseram à equipe que Marcos seria usuário de drogas. Ainda segundo a PM, o suspeito teria conversado com pastor de uma igreja local após cometer o crime. Na ocasião Marcos teria confessado ser o autor do homicídio que vitimou Clarice e que a motivação seria por ele estar sob efeito de drogas.

De acordo com informações preliminares da PM, a vítima teria sido vista junto com o suspeito no domingo (6), dia anterior ao crime. Na data, Clarice havia vendido alguns porcos e guardado o pagamento em sua residência. Contudo, como a equipe não encontrou o dinheiro na residência da mulher, a suspeita é que o autor do homicídio tenha levado a quantia consigo.

A equipe realizou o isolamento da área e acionou uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que constatou o óbito. O Instituto Médico Legal  (IML) de Iporá realizou perícia no local e removeu o corpo da vítima.

Fonte: Mais Goiás

Enquete:

O Panorama quer saber a sua opinião: Educação sexual nas escolas de Jataí. Você é contra ou a favor?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...