JATAÍ: Idoso suspeito de abusar de crianças em creche tem audiência

Notícias Top Geral

[vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_facebook type=”standard”][/vc_column][/vc_row]

A audiência de instrução e julgamento do aposentado Pedro Vieira Batista, de 60 anos, suspeito de abusar sexualmente de quatro meninas em uma creche clandestina, acontece na tarde desta terça-feira (29), no Fórum de Jataí. A sessão será presidida pelo juiz Inácio Pereira de Siqueira, da 2ª Vara Criminal.

Indiciado pela Polícia Civil por estupro de vulnerável,  Pedro está detido desde outubro do ano passado no presídio da cidade. De acordo com a investigação da Polícia Civil, as vítimas têm idades entre 4 e 13 anos. O acusado teve acesso às crianças na própria casa, no Jardim Rio Claro, onde a esposa dele mantinha uma creche clandestina há 12 anos.

Como o processo corre em segredo de Justiça, o Tribunal de Justiça de Goiás não informou quem irá depor nesta tarde. Após o procedimento, o juiz vai decidir como será feito o julgamento.

 Uma das mães das vítimas, que não quer ser identificada, pede que o idoso seja devidamente punido. “A gente espera que ele pague muito pelo que fez. A gente não quer que isso se repita com nenhuma criança”.

A mulher conta que a filha passa por tratamento psicológico. “Ela tem medo de ficar sozinha com homens adultos. Até com o pai e com o avô ela não gosta de ficar sozinha com eles. Ela quer ficar com muita gente perto”, relata.

Abusos
Conforme as investigações, o acusado praticava os abusos há mais de quatro anos e, segundo a polícia, o crime só não foi descoberto antes porque ele ameaçava matar as mães das crianças, caso as meninas contassem sobre os estupros.

Em depoimento à polícia na época da denúncia, Pedro negou que cometesse os abusos. Ele ainda contou que foi submetido a uma cirurgia há alguns anos e que, desde então, teria passado a consumir bebidas alcoólicas com frequência. A mulher dele também foi ouvida e disse que o marido não tem qualquer participação nos crimes.

Fonte: G1 GO

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.