Grupo Fiat Chrysler tem convite recusado ao tentar fusão com General Motors

Automóvel

O grupo Fiat Chrysler, ou FCA, havia elaborado uma proposta de fusão com a General Motors, que recusou a oferta, segundo o jornal New York Times. A proposta teria partido do CEO do grupo, Sergio Marchionne, diretamente à diretora geral da GM, Mary Barra. Ainda de acordo com a publicação, o principal objetivo da proposta seria reduzir os custos de produção, além de criar uma potência no mercado das montadoras.

NUMBERS-300x250

Lembrando que Sergio Marchione foi o responsável pela integração das marcas Fiat e Chrysler, consolidada em outubro de 2014. Nos Estados Unidos, as vendas do grupo FCA dobraram desde 2009, entretanto, o conjunto dessas montadoras continua distante nas vendas em relação a outras como GM e Volkswagen, que venderam quase o dobro dos 4,6 milhões de veículos comercializados anualmente pelo grupo de Marchionne. Além disso, Jeep e RAM, que também fazem parte da fusão Fiat Chrysler são fracas em vendas na China, que é o maior mercado do mundo, mas investe pouco em combustíveis alternativos.

Recentemente, Marchionne também fez uma visita de três dias à Califórnia, onde encontrou com executivos da Apple. Entretanto, não foi divulgado nenhum detalhe sobre o teor dessas discussões envolvendo estas empresas gigantes.

Rosana de Carvalho – Site PaNoRaMa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.