Política

Governo de Goiás e Unesco firmam acordo para cinco projetos no Estado

Os projetos envolvem áreas como a educação, o desenvolvimento social, a cultura, o turismo e a segurança pública

Uma parceria entre o Governo de Goiás e a Unesco foi formalizada no dia 10 de Abril. A parceria visa o desenvolvimento de políticas públicas em cinco projetos que abrangem as áreas da educação, turismo, cultura, desenvolvimento social, segurança pública, governo digital e juventude.

A implantação de ações visando a melhoria na qualidade de vida das famílias em situação de risco (identificadas pelo IMCF –  Índice Multidimensional de Carência das Famílias de Goiás), bem como a divulgação do patrimônio histórico, imaterial e as belezas naturais do Estado pela UNESCO estão entre as principais propostas

O Governador de Goiás, Ronaldo Caiado, está otimista quanto à parceria: “O sentido é único: melhorar a qualidade de vida dos goianos, com o compromisso maior de lutar contra as desigualdades regionais”, disse o governador.

Durante o encontro, a diretora da UNESCO elogiou a trajetória do governador: “virei sua fã instantaneamente assim que o conheci. O senhor tem uma coisa genuína na maneira de se comunicar que realmente faz com que a gente se sinta movido a colaborar”.

A diretora Marlova Noleto também citou como é feita a priorização dos estados: “Precisamos redirecionar os recursos para fazer mais com o menos, tendo foco, iniciativa e projetos que podem, sim, fazer a diferença para o destinatário último dessa ação. E foi esse compromisso que eu senti no senhor e na primeira-dama, uma preocupação muito genuína em atender quem de fato precisa. Um compromisso muito verdadeiro, ancorado no bem-estar da população”, afirmou.

Participaram do encontro com a Unesco os secretários do Desenvolvimento e Inovação (Adriano da Rocha Lima), da Segurança Pública (Rodney Miranda), do Desenvolvimento Social (Marcos Cabral), do Esporte e Lazer (Rafael Rahif), da Saúde (Ismael Alexandrino) e da Casa Civil (Anderson Máximo), além do presidente da Saneago, Ricardo Soavinski, e do diretor do Instituto Mauro Borges, Cláudio Nogueira.

A Agência Brasil Central (ABC) também participou da reunião . De acordo com  a diretora de Telerradiodifusão, Elizeth Araújo, por conta da estrutura da ABC, esta pode atuar para guardar a memória, produzir material de conteúdo histórico e cultural.

Vale lembrar que Goiás tem diversos patrimônios históricos e que a iniciativa do governo estadual será importante para evitar acidentes como o ocorrido no Museu Nacional (2018), no Museu da Língua Portuguesa (2015) e no Instituto Butantan (2010), situações em que a falta de manutenção nos patrimônios foi um fator chave para os incidentes.

Thaysa Alves
Foto Capa: Reprodução
Jornalismo Portal Panorama
panorama.not.br

Enquete:

Você se lembra em qual candidato(a) votou para vereador(a) em 2016?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...