Em seis anos, venda de sêmen Angus cresce 180%

Agronegócio

Estimulada pela expansão do cruzamento industrial no Brasil Central, a venda de sêmen da raça Angus teve um crescimento exponencial nos últimos anos. De acordo com um levantamento realizado pela Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia), a comercialização do sêmen da raça foi de 1.317.805 doses, em 2009, para 3.697.501, em 2014, representando um aumento de 180% neste período.

TEste 2020 aac

Este resultado é a confirmação do potencial da raça Angus quando se fala em cruzamento industrial com zebuínos. Isso porque ela consegue agregar valor ao produto final, já que garante um acabamento melhor de carcaça, ou seja, produz um tipo de carne que todo mundo quer. É reconhecida também por ser uma raça de grande capacidade de adaptação.

Além disso, no Brasil existe e está se consolidando cada vez mais, uma rede de assessoria técnica que presta serviço nas propriedades rurais por meio de associações e que ainda oferece ao pecuarista vantagens e bonificações do Programa Carne Angus Certificada em oito estados.

Outro dado interessante deste levantamento mostra que, levando em consideração apenas as 12 raças com maior volume de vendas, a Angus possui 53% do mercado de sêmen de todo o país. Além disso, é a raça preferida para cruzamentos em 15 estados, coincidentemente aqueles de maior expressão na pecuária, como por exemplo, Mato Grosso, Goiás, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Pará e Santa Catarina. Em seguida aparece a raça Nelore, com presença maior em dez estados, entre eles Minas Gerais e Bahia.

Rosana de Carvalho – Site PaNoRaMa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.