Eleitores de 98 cidades devem fazer o recadastramento biométrico em GO

Sem categoria

Eleitores de 98 municípios goianos devem fazer o recadastramento biométrico até fevereiro de 2016. Quem não fizer a atualização pode ter o título cancelado. A relação desses municípios foi divulgada nesta semana. Confira a lista no site do Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO).

O voto é obrigatório para quem possui entre 18 e 70 anos de idade, sendo facultativo para idosos a partir de 70 anos, analfabetos e adolescentes com idade entre 16 e 18 anos. Para fazer o recadastramento, é preciso procurar o cartório da respectiva zona eleitoral, entre o meio-dia e 18h, de segunda a sexta-feira.

O cidadão necessita levar documento oficial com foto, comprovante de domicílio e, caso possua, título de eleitor. O procedimento demora, em média, 12 minutos para ser realizado.

Entre os municípios que o participam do recadastramento biométrico está Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. Ao G1, o chefe da 33ª Zona Eleitoral de Goiás, Alberto Brambila, explicou que a atualização do título na cidade começou em maio.

O município conta com quase 73 mil eleitores. No entanto, até agora, apenas 7 mil procuraram o cartório para o recadastramento, ou seja, menos de 10%. Para Brambila, a situação é preocupante.

“É pouco demais. Considerando o tempo, até fevereiro, temos que atingir 10 mil eleitores por mês e em agosto foram 3,5 mil. Teria que ter cerca de 600 atendimentos por dia e estamos tendo 270, com pico de 350”, alerta.

O chefe do cartório pede que a população não deixe para última hora, evitando a formação de filas. “O atendimento está super rápido. Praticamente não tem fila e demora de 7 a 12 minutos. Da hora que chega até a hora de sai, leva, no máximo, 20 minutos”, garante.

Quem não se recadastrar terá o título de eleitor cancelado. Além disso, não poderá se inscrever em concurso público, renovar matrícula em escolas e universidades oficiais, tirar passaporte, RG e CPF, receber remuneração, e, se for funcionário público, não poderá requerer aposentadoria no INSS.

Segurança
O objetivo de adotar o sistema biométrico de reconhecimento do eleitor é o de inviabilizar as tentativas de fraudes. A primeira cidade em Goiás a adotar o sistema foi Hidrolândia, na Região Metropolitana de Goiânia, em 2009.

Atualmente, outros 26 municípios já possuem o sistema biométrico de identificação do eleitor. O montante representa 41% do eleitorado estadual.

Atualização ordinária
Além das cidades que já contam com o sistema e das que são obrigadas a utilizá-lo nas próximas eleições, outros 19 municípios também podem fazer o recadastramento biométrico porque já contam com equipamentos instalados.

Nesses municípios, a atualização do título é ordinária, ou seja, não é obrigatória. São eles: Formosa, Cabeceiras, Flores de Goiás, Vila Boa, Luziânia, Pires do Rio, Águas Lindas de Goiás, Posse, Guarani de Goiás, Iaciara, Nova Roma, Cristalina, Niquelândia, Colinas do Sul, São Domingos, Divinópolis de Goiás, Porangatu, Bonópolis e Novo Planalto.

Do G1 Goiás / Foto: Arquivo Site PaNoRaMa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.