Conheça os benefícios de ter cão na 3° idade.

Conviver com um cachorro é uma experiência que combina prazer e responsabilidade. É necessário dedicar tempo para passeios, banhos, alimentação, vacinação, carinho e visitas regulares ao veterinário. No entanto, os benefícios são notáveis, não apenas para o nosso bem-estar emocional, mas também para promover um envelhecimento ativo em todas as áreas.

Ao acompanhar por três anos mais de 11 mil pessoas com idades entre 65 e 84 anos, um estudo japonês concluiu que os idosos que possuíam um cão apresentavam um menor risco de desenvolver deficiências, tanto cognitivas quanto motoras.

Os cientistas apontaram que os cuidados diários com os pets demandam movimento físico, aptidões como memória e raciocínio, também os passeios que devem ser feitos com o cão que beneficia o dono. São funções que dão apoio, nas palavras dos cientistas, a um “envelhecimento bem-sucedido”.

Os estudiosos afirmam que gatos não geram o mesmo “impacto” que os cães, pois não requerem tantas exigências por parte dos cuidadores.

Uma amizade vantajosa para os dois

Ter um cachorro pode ajudar na vida de qualquer um, seja em atividades simples como levar seu animalzinho para passear fora de casa, já conta como uma atividade física principalmente para os idosos. Caminhar se transforma em uma interação social onde é possível conhecer e conversar com outros donos de pets, introduzindo a rotina novos relacionamentos.

Sendo a solidão um desafio na vida de muitos idoso e a dificuldade de fazer interações, compartilhar o seu tempo com um animal de estimação reduz o sofrimento psicológico com uma companhia valiosa.

A responsabilidade de cuidar de outro ser vivo estimula o cérebro prevenindo falhas cognitivas e também ajuda a manutenção da própria saúde.

Fonte: Curta Mais
Foto: Governo de Goiás
Jornalismo Portal Pn7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE