Camisetas da Adidas para a Copa com interpretação sexual revoltam governo

Notícias

[vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_facebook type=”standard”][/vc_column][/vc_row]

Uma linha de camisetas da Adidas feitas para a Copa, à venda no site da empresa nos Estados Unidos, causou repúdio ao governo brasileiro por apresentar conotação sexual. Diante disso, o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) afirmou ter procurado a Adidas para pedir que as peças com duplo sentido sejam retiradas do mercado.

Vamos entrar em contato com a direção da Adidas, fazendo um apelo para que reveja essa atitude e tire os produtos do mercado. Essa campanha vai no sentido contrário ao que o Brasil defende. Nosso esforço é voltado para a promoção do Brasil pelos atributos naturais e culturais. Uma iniciativa dessas ignora e desrespeita a linha de comunicação que o governo adota“, afirmou o presidente da Embratur, Flávio Dino, por meio de nota.

Em uma das camisetas há o desenho de um coração e um triângulo no meio, dando a impressão de que são nádegas com um biquini fio dental, e a frase: “I love Brazil” (Eu amo o Brasil). Na outra, há o desenho de uma garota, também de biquini, com a frase “Lookin’ to score”, que pode ser traduzida como “Atrás de pegar garotas”. Ambas são vendidas na faixa de US$ 25 (perto de R$ 60).

Em nota, o presidente da Embratur ainda reforça a repressão ao chamado “turismo sexual”. “A exploração sexual é um crime inaceitável e não pode ser confundida de forma alguma com uma modalidade de turismo”, afirma Dino. “Queremos deixar claro aos nossos principais parceiros comerciais na área do turismo que o Brasil não tolera esse tipo de crime em seu território.”

Do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.