CABELOS: CONHEÇA OS VÁRIOS TIPOS, IDENTIFIQUE O SEU E MELHORE SUAS RELAÇÕES COM AS MADEIXAS E COM O MUNDO

Moda e Beleza Top Destaque

Nenhum cabelo é igual em sua constituição e características e entre os cabelos cacheados, essa variação é ainda maior. Conversamos com uma especialista em cabelos cacheados para entender as especificidades dos cabelos e contribuir para que mais pessoas tenham a possibilidade de cuidar mais adequadamente de sua saúde e beleza capilar.

TEste 2020 aac

O cabelo tem texturas como liso, ondulado, cacheado, crespo e crespíssimo. No entanto, cada cabelo possui características e necessidades diferentes. Segundo a cabeleireira e especialista em cachos, Carla Lino, existem as diferenças de diâmetro do cacho e diferença de porosidade também. “Por isso que não existem dois iguais no mundo”, afirma Carla.

Além disso, as categorias criadas por especialistas na área são apenas referências para que cada pessoa possa identificar aquilo que mais se aproxima com suas características, afinal, um cabelo pode perfeitamente ser uma mistura de mais de um dos tipos de cachos da classificação.

A população brasileira é formada a partir de uma base de miscigenação muito intensa, o que nos leva à uma variedade de texturas capilares acentuada. Por muito tempo os brasileiros (não só as mulheres), foram líderes no consumo de produtos para alisamento de cabelos, mostrando que havia uma cultura comum de valorização do liso em detrimento dos cabelos com mais textura. No entanto, na última década, assiste-se a uma retomada da valorização das características naturais dos cabelos. Carla Lino destaca que cada textura exige cuidados, técnicas e produtos diferentes. “Hoje em dia temos “truque” pra tudo”, afirma a cabeleireira.

“Precisamos urgentemente parar de achar que apenas o cabelo liso é o aceitável, não cabe mais isso no país mais miscigenado do mundo. E saber o porquê de toda essa miscigenação nos dá forças para entender que nosso cabelo tem um monte de particularidade que é extremamente normal como o frizz, como ter vários tipos de cachos, dentre outros”, argumenta Carla. Para a especialista, cada pessoa deve abrir as portas para cuidar mais adequadamente de sua saúde e beleza capilar e assim melhorar a autoestima e o sentimento de pertencimento.

 

Por Estael Lima
Foto capa: Acervo pessoal
Jornalismo Portal Panorama
panorama.not.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.