Cães & Cia Saúde e Bem Estar Top Destaque

Atenção! Campanha de vacinação de cães e gatos contra a raiva foi adiada pelo Ministério da Saúde

Aproveitando o tema, o Portal Panorama conversou com duas especialistas sobre a importância da vacina, a idade certa para vacinar, e muito mais

Recentemente, o Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Ambiental em Saúde, por meio de sua Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ), informou que a Campanha de Vacinação Antirrábica de Cães e Gatos, que estava prevista para o dia 21 de setembro, foi adiada.

A campanha provavelmente será retomada no mês de novembro, isso porque, o laboratório produtor da vacina reagendou a data de entrega do produto ao Ministério da Saúde.

A UVZ informou ainda que, até 30 de agosto, caso seja suficiente, usará o estoque de vacina antirrábica remanescente de 2018, para vacinação ou entrega da vacina.

A entrega da vacina será realizada exclusivamente para os proprietários que têm dificuldade de deslocamento com o seu animal, ou que residem na zona rural, ou que não possuem condução própria.

Esses proprietários, além de comparecer ao local com caixa de isopor e gelo e o cartão de vacina, deverão assinar ainda um termo de responsabilidade.

Os interessados devem se dirigir à Policlínica ou à própria sede da Unidade de Vigilância em Zoonoses, as quais atendem de segunda a sexta, das 07h15 às 11h e das 13h15 às 17h.

A data da campanha em Goiás será definida somente após o Ministério da Saúde se manifestar acerca do cronograma definitivo de entrega da vacina.

Aproveitando o tema, a equipe Panorama conversou com duas médicas veterinárias especialistas para saber um pouco mais sobre o assunto. São elas: Luciana Presotto, atuante na UVZ, e Nadiene Martins, atuante na clínica Animalia.

“Lembramos que a raiva é uma zoonose letal, transmitida ao homem pela mordedura, arranhadura ou lambedura de mamíferos doentes. A vacinação continua sendo uma das principais ações de controle da raiva em áreas urbanas, responsável pela diminuição de casos da raiva canina e felina, e, consequentemente, da raiva humana”, explica Luciana.

“Quando a gente fala principalmente da raiva, temos ainda a questão de saúde pública, pois a raiva é uma zoonose, ou seja, uma doença que pode ser transmitida a nós, seres humanos”, elenca Nadiene.

Nadiene ainda alerta, “Hoje em dia, a gente está em um cenário bem preocupante porque já tivemos a confirmação de morte humana por causa de raiva esse ano, coisa que não acontecia há muito tempo”.

As duas veterinárias ressaltaram que os animais acima de três meses podem e devem ser vacinados.

“Manter as vacinas em dia é um ato de amor e cuidado que faz toda a diferença para a saúde, bem estar e qualidade de vida dos animais e de todos aqueles que convivem com eles”, destaca Luciana.

Para mais informações: (64) 3636-1016 (UVZ)

Larissa Pedriel
Foto Capa: Internet
Jornalismo Portal Panorama
panorama.not.br

Enquete:

Você sabe quem são os dez vereadores jataienses eleitos em 2016?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...