Moda e Beleza Top Destaque

As mudanças mundiais no consumo da moda

Fotos: Internet
Izabelle Capuzzo, a styling de Gustavo Lima, fala sobre os rumos do consumo de moda após a pandemia de coronavírus...

A styling e consultora de moda Izabelle Capuzzo é responsável pela imagem e estilo do cantor sertanejo Gustavo Lima e sua esposa Andressa Suita, comanda o escritório Plie Design, é responsável pelo styling do Mega Moda Fashion desde 2015 e em sua rede social Instagram por meio do IGTV falou sobre as mudanças no consumo de moda pós-pandemia, onde retratou 3 pontos mais relevantes:

Topy

1 – Chega do descartável, o consumo será menor e as indústrias produzirão menos. Todos souberam dos Canais de Veneza que apareceram com sua águas transparentes, os pássaros em São Paulo, diminuição mundial de emissão de CO2 dentre outras coisas que voltaram a sua natureza normal após a diminuição da circulação das pessoas e fabricação em massa. O consumo agora passará a ser de peças atemporais, duráveis, de segunda mão etc. que tenham preocupação com a produção desde a natureza, de quem fabrica até quem compra.

2 – Maior humanização, os consumidores passarão a querer saber muito mais a origem das peças. É importante entender que consumir moda também é um ato político, sua peça deve conter uma ressignificação porque é algo que está intimamente ligado a sua essência, e isso leva a cobrar mais das empresas para uma produção menos agressiva ao meio ambiente.

 

Fotos: Internet/Instagram

3 – Geração Z (anos 90), é menos influenciada, possuem cabeça aberta e assim estão dispostos a novas formas de consumo e origem. Essa geração já possui consciência do guarda-roupa compartilhado, brechós e outros como uma forma de consumo de moda também. Possui menos ligação com nomes de marcas e sim com a qualidade do produto. Pode ser uma salvação para o ensinamento a outras gerações a também fazer parte desse tipo de consumo de moda.

Izabelle também comentou sobre a diminuição do consumo e isso levará as marcas a gerar mais experiências de compra e trabalhar mais firme os relacionamentos com os clientes.

Ela afirma que a prioridade agora e após a pandemia não é consumir moda. E esse momento pode ser usado para elevar a criatividade, fortalecer relacionamentos e gerar experiências. A indústria da moda é a que mais gera empregos no mundo, direta ou indiretamente, e precisamos refletir sobre o desemprego em massa que esse período também gerará.

Maria Alice
Foto capa: Instagram
Jornalismo Portal Panorama
panorama.not.br

mm

Maria Alice

Redatora do Portal Panorama. É jataiense e com 23 anos é graduanda em geografia - bacharelado - na UFJ.

Adicionar comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba as principais notícias do dia

Topy
Abrir conversa
Precisa de ajuda?