Notícias Top Geral

Ação com foco no combate à pesca predatória realiza quase 4500 abordagens em Março

Foto: Internet
A expectativa é que as ações promovam a conscientização da população e a preservação das nascentes e mananciais

As ações realizadas pelo Comando de Policiamento Ambiental (CPA) da Polícia Militar no combate à pesca predatória apresentaram resultados expressivos. Foram quase 500 patrulhamentos no mês de março, com um total de 46 ações de apoio.

O combate à pesca predatória é fundamental para a preservação do ecossistema. Suas consequências são severas, como a diminuição da população das espécies marítimas, como o Mero, o Badejo-tigre, o Cação-viola e o tão conhecido, porém não mais tão populoso Dourado. Esses peixes estão seriamente  ameaçados de extinção e seu consumo é proibido no Brasil.

Infelizmente, existem pessoas que se agrupam para cometer crimes contra o meio ambiente. Por isso, intensificamos nossas ações e avançamos muito para reprimir essas práticas ilícitas”, afirma o tenente-coronel Francisco Jubé, comandante do CPA. Além da pesca ilegal, essas abordagens também ajudam na preservação das nascentes e dos mananciais”.

O CPA também trabalhou diretamente nas escolas e centros educacionais rurais, obtendo um aumento de 124% nas visitas comunitárias em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo o comandante, as visitas são fundamentais para o trabalho de educação ambiental: “O foco é conscientizar os estudantes da necessidade de que os recursos naturais sejam preservados”.

Thaysa Alves
Foto Capa: Internet
Jornalismo Portal Panorama
panorama.not.br