Seja um doador de medula óssea: a jataiense Marianna Andrade dos Santos, de 1 ano e 4 meses precisa de sua ajuda

Notícias Top Geral
É importante ressaltar que esta retirada não causa qualquer comprometimento à saúde e em 15 dias o doador estará apto a doar novamente, se quiser.
É importante ressaltar que esta retirada não causa qualquer comprometimento à saúde e em 15 dias o doador estará apto a doar novamente, se quiser.

A pequena jataiense Marianna Andrade dos Santos, nascida em 17 de fevereiro de 2014, de apenas 1 ano e 4 meses, foi diagnosticada no dia 07 de abril de 2015 com Leucemia – LLA – tipo T (Leucemia Linfoide Aguda de Células T), sendo que na mesma data Marianna foi encaminhada para Goiânia, onde permaneceu internada por 37 dias no Hospital Araújo Jorge para realizar o tratamento.

Desde o início a doença mostrou-se bastante resistente aos medicamentos na quimioterapia e corticoides. Essa primeira fase do tratamento é chamada de indução e o objetivo principal é eliminar todas as células cancerígenas. Porém, isso não aconteceu devido ao fato de que a leucemia que Marianna possui é considerada muito agressiva.

As médicas que tratam da criança no Araújo Jorge, solicitaram o exame de compatibilidade aos pais e a irmã de Marianna, em busca de um doador para realizar o transplante de medula óssea. Após o processo citado, a pequena foi cadastrada no REREME –Registro Nacional de Receptores de Medula Óssea. Entretanto, mesmo se for encontrado alguém compatível a ela, ainda não será possível realizar o transplante enquanto sua medula não estiver limpa de todas as células doentes.

Hoje, o estágio da leucemia de Marianna é considerado grave pelas médicas de Goiânia, e devido a tal fato, as responsáveis entraram em contato com o Instituto de Tratamento do Câncer Infantil – ITACI- no estado de São Paulo, solicitando que a garota fosse transferida para lá, já que é o processo considerado mais adequado para dar continuidade ao tratamento. No dia 09 de junho, a mesma realizou sua primeira consulta com os médicos do ITACI.

É importante ressaltar que este será um novo passo na longa jornada da pequena guerreira, que agora precisará enormemente da ajuda do máximo de pessoas possíveis para estar realizar o cadastro a fim de se tornar um doador de medula óssea.

Para isso, é preciso ter entre 18 e 55 anos e comparecer ao hemocentro para realizar seu cadastro. Na ocasião é preenchido um formulário com seus dados pessoais e será coletado uma amostra de 5 a 10 ml de sangue para testes. O processo é simples e rápido, tendo durabilidade de no máximo 15 minutos. Esses testes determinarão as características genéticas para a compatibilidade entre o doador e o receptor.

O resultado desse exame junto com seus dados, ficarão arquivados no cadastro do REDOME que funciona a nível mundial e poderá ser chamado até os 60 anos.

Caso seja compatível com alguém que precise de transplante de medula óssea, você será chamado e antes da doação, fará um rigoroso exame clínico incluindo exames complementares para confirmar o seu bom estado de saúde. Não há exigência quanto à mudança de hábitos de vida, trabalho ou alimentação.

A doação é feita em centro cirúrgico, sob anestesia, e tem duração de aproximadamente duas horas.

São realizadas múltiplas punções com agulhas nos ossos posteriores da bacia e é aspirada a medula de onde retira-se um volume do doador de no máximo 15%.

É importante ressaltar que esta retirada não causa qualquer comprometimento à saúde e em 15 dias o doador estará apto a doar novamente, se quiser.

A família da pequena guerreira já agradece a todos pela ajuda que estão recebendo e pede que continuem orando por Marianna nessa sua longa jornada.

Informações para Contato do Hemocentro de Jataí:

Instituição: Hemocentro Regional de Jataí
Endereço: Rua Joaquim Caetano, esquina com Rua Caçu, S/Nº, Bairro Divino Espírito Santo, Jataí-GO – Centro Médico de Jataí
Fone: 64-3632-8778
e-mail: [email protected]
Horário de Funcionamento: das 7:00 às 18:00 horas
Horário para coleta: 7:00 às 11:00 e das 13:30 às 16:00 horas

Todos nós podemos precisar de uma transfusão de sangue, pode ocorrer em qualquer família, a qualquer momento.
“Seja pra quem for, seja doador.”

Ajudar a salvar vidas, não tem preço!

Nayara Borges – Site PaNoRaMa

One thought on “%1$s”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.