Saiba como diferenciar a queda natural de cabelos e a calvície

Saiba como diferenciar a queda natural de cabelos e a calvície

4 dias atrás 0 Por Redação Portal PaNoRaMa

A queda de cabelos é uma queixa muito comum entre as mulheres. Mas, você sabe identificar quando ela pode indicar uma calvície feminina?

Talvez você não saiba, mas mulheres também são acometidas pela calvície capilar. Porém, ao contrário dos homens, na mulher ela tem menos intensidade.

Ainda assim, é fundamental saber diferenciar a queda natural de cabelos e a calvície. Pois, em estado inicial o tratamento precoce pode retardar a perda de fios por mais de 10 anos.

Queda de cabelos, até que ponto é normal?

Primeiramente, é importante entender que vários fatores podem estar associados à queda de cabelo e que nem sempre a queda significa calvície. Sendo que alguns dos fatores mais frequentes ligados à perda de fios são:

  • Estresse;
  • Anemia;
  • Deficiência de minerais e vitaminas;
  • Disfunções hormonais.

Diariamente, perdemos 100 fios de cabelo, quantidade considerada normal principalmente no outono e inverno. Pois, são estações do ano com menor incidência solar.

Agora quando a queda de cabelo se torna excessiva, ou seja, quando você percebe que a quantidade de fios que caem está aumentando, o ideal é procurar ajuda médica.

Como diferenciar queda de cabelos e calvície?

A calvície, ou alopecia, é caracterizada pelo enfraquecimento dos fios de cabelo. Sendo que os principais sinais da calvície capilar feminina são:

  • Perda de fios em vários pontos da cabeça, em especial no topo;
  • Fios com a espessura diminuída;
  • Redução do volume do cabelo;
  • Maior exposição do couro cabeludo.

Saiba que possuir todos os sinais acima ainda não significa um quadro de calvície. Pois, estas características também são comuns em outros tipos de condições capilares.

Tipos de calvície feminina

Um dos tipos mais comuns é a alopecia androgenética, mas há outros tipos de calvície que também afetam o couro cabeludo de mulheres. São eles:

Alopecia Areata

No caso da alopecia areata os folículos são inativados, o que causa a queda de cabelo. Já a perda de fios ocorre em uma ou mais áreas específicas da cabeça.

A causa não é conhecida, mas este tipo de calvície está frequentemente ligado a fatores emocionais, por exemplo, estresse. E há também casos associados a quadros alérgicos.

Alopecia Traumática

Este tipo de calvície ocorre em situações específicas, como o hábito do paciente arrancar regularmente os fios de cabelo.

Outra situação é quando o couro cabeludo recebe calor extremo ou até mesmo produtos químicos que são muito fortes.

Alopecia Difusa

Quando ocorre a alopecia difusa é comum que caiam de 400 a 500 fios de cabelo diariamente. Porém, ela não provoca a calvície total, pois o cabelo não para de crescer.

No entanto, o crescimento dos fios acontece de maneira mais lenta que o habitual.

Tratamento para calvície feminina

Embora não exista cura para calvície feminina, há tratamentos que retardam a queda dos fios.

São medicamentos via oral ou diretamente no couro cabeludo, cujo objetivo é interromper a queda e estimular o crescimento dos fios. Já em casos mais intensos um implante capilar pode ser indicado.

No entanto, para saber qual é o tratamento ideal de acordo com o tipo de calvície, é necessário buscar ajuda médica para uma avaliação.

Foto: Pexels
Jornalismo Portal Panorama
panorama.not.br