Notícias Top Geral

Sabe o teste “Como você seria como cachorro” no Facebook? Não faça

Você estava passeando pelo Facebook e viu seus amigos fazendo a brincadeira do "Como você seria como CACHORRO?". Bem assim, com letras garrafais. Segura esse clique e essa vontade de descobrir sua face canina...

Você estava passeando pelo Facebook e viu seus amigos fazendo a brincadeira do “Como você seria como CACHORRO?”. Bem assim, com letras garrafais. Segura esse clique e essa vontade de descobrir sua face canina.

Clicar neste link pode significar que você está procurando sarna para se coçar. O problema aparece (como sempre, quando o assunto é tecnologia) naqueles termos que ninguém lê. Quantas vezes você simplesmente apertou o “aceito”?

Eis que neste caso você está aceitando compartilhar uma série de informações pessoais com uma empresa que não tem nenhuma relação com cãezinhos, vale ressaltar. O aplicativo de testes chama-se OMG e é propriedade de uma companhia chamada Supergene.

Quando você aceita os termos para ver sua versão de pedigree, está automaticamente permitindo que a Supergene tenha acesso ao seu usuário de Facebook e Messenger, foto de perfil, língua configurada no Facebook, última vez que você acessou a rede social, fuso horário e sua lista de amigos.

Caso você não se lembre, foi a partir do acesso à sua lista de amigos que empresas como a Cambridge Analytica tiveram acesso ao perfil detalhado de nada menos que 87 milhões de pessoas e usaram esses dados para marketing político pesado. Leia-se: influenciar a opinião pública de forma massiva e usar as informações num nível que as curtidas que você dava posts a fora mostravam suas tendências políticas e seu grau de vulnerabilidade.

No Brasil, 443.117 usuários foram atingidos pela coleta indevida, e a consultoria pretendia atuar nas eleições de 2018.

A Supergene afirma que não armazena as informações mais pessoais ou sua foto de perfil e que não vende esses dados para terceiros. Mas você confia?

O ano de 2018 nos mostrou que as empresas deixam a desejar na hora de proteger nossas informações. E, por mais que a gente esqueça do “aperto de mãos” que damos com essas gigantes da tecnologia ao aceitar os termos, já passou da hora de termos mais cuidado com nossos dados.

Não existe serviço “gratuito”. O pagamento são nossas (valiosas, vale ressaltar) informações.

Já aprendemos que a quantidade de informações que depositamos na internet é gigantesca, e os sistemas que recebem esses dados ficam cada vez mais inteligentes, ou seja, são capazes de fazer cruzamentos que nem imaginamos.

FEZ O TESTE E SE ARREPENDEU?
Dá para tirar o acesso da empresa aos seus dados. Basta acessar este link (www.facebook.com/settings?tab=instant_games), selecionar o OMG e escolher a opção “Remover”.

Isso faz com que eles parem de coletar novas informações, mas não apaga as informações que eles já coletaram sobre você.

Se quiser que eles deletem todos seus dados, você pode entrar em contato com a empresa. O email é OMG@supergene.co.

Vale dizer também que toda vez você usa sua conta no Facebook para cadastrar-se em jogos, site, redes sociais e apps diversos coloca em risco a sua segurança e privacidade e permite que os responsáveis pelo aplicativo que faz essa conexão tenham total acesso aos seus dados públicos. Muitos aplicativos pedem inclusive permissão para realizar atividades seu nome, o que pode se tornar um problemão.

Sabemos que é praticamente impossível usar um app assim sem entregar muita coisa na mão do Facebook. Fora que, com o passar do tempo, a lista de quem tem acesso ao seu perfil vai ficando cada vez maior.

Para monitorar os apps que têm acesso às suas informações e excluir aqueles que você nem usa mais, reduzindo assim o número de terceiros que têm acesso a seus dados pessoais, basta seguir o tutorial a seguir.

1. Se você está no celular, comece clicando no ícone de três tracinhos (que costuma ficar do lado direito, na parte superior ou inferior, dependendo do sistema). Se você está no navegador, clique na setinha que fica no canto superior direito, ao lado do ponto de interrogação.

2. Vá até “Configurações” e “Configurações da conta”.

3. Clique em “Aplicativos”.

Pronto, aqui está a lista de todos os aplicativos e sites que têm acesso às suas informações.

4. Clique em “Conectado com o Facebook”.

5. Clique no aplicativo que quer excluir e siga os passos para removê-lo.

Fica a dica: se aparecerem muitos app, é mais fácil usar o navegador. Nele, você só precisa clicar no X para desfazer a conexão.

6. Caso queira apenas configurar a quais informações o aplicativo ou site pode ter acesso, basta tocar no ícone de check (observação: algumas atividades são obrigatórias para utilizar o aplicativo).

Há também aplicativos que outros usuários usam e que podem ter acesso às suas informações. Para desativar essa opção ou escolher o que podem ver ou não, clique em “Aplicativos que outras pessoas usam”.

Quando o assunto é privacidade, atualmente vivemos dias de cão mesmo.

Fonte: UOL
Foto Capa: Reprodução
Jornalismo Portal Panorama

Enquete:

O Panorama quer saber a sua opinião: Educação sexual nas escolas de Jataí. Você é contra ou a favor?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...