Polícia encontra jovem sequestrada dentro de caixa trancada em Mineiros

Polícia encontra jovem sequestrada dentro de caixa trancada em Mineiros

9 de agosto de 2014 0 Por Vânia Santana

Um dia após ser sequestrada, uma adolescente de 17 anos foi encontrada pela polícia presa dentro de uma caixa de ferro lacrada, em uma casa de Mineiros, na sexta-feira (8). Segundo as investigações, o suspeito do crime, um homem de 27 anos, conheceu a vítima pela internet e haviam iniciado um relacionamento amoroso. Ele foi detido pela polícia na casa onde mora junto com a esposa e um filho recém-nascido.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Júlio César Arana Vargas, após se conhecerem, eles haviam se encontrado apenas uma vez. Na tarde de quinta-feira (7), o suspeito foi até Portelândia, onde ela morava, a 30 km de Mineiros, e rendeu a vítima com uma faca na porta da escola onde ela estuda. A menina foi levada de carro até uma casa alugada especialmente para servir de cativeiro.

O próprio suspeito foi quem construiu a caixa e planejou o crime com detalhes. O objeto, que mede cerca de dois metros de comprimento por um de largura, era revestido internamente com caixas de ovos e isopor, que criava um isolamento acústico, evitando que gritos de socorro da jovem fossem ouvidos. Um cano foi colocado em um furo da caixa para que a vítima pudesse respirar.

Após investigação, o homem foi preso e indicou o lugar onde a garota estava. “Quando chegamos ao local, ela estava algemada e trancada dentro da caixa. Parecia cena de filme, aqueles em que o criminoso mantém a pessoa presa durante muito tempo sem que ninguém perceba”, afirmou o delegado.

Segundo Vargas, durante a noite, o suspeito usou medicamentos para dopar a menor e a estuprou. À polícia, a vítima disse que não tinha mais intenção de manter o romance com o suspeito e acredita que ele não teria aceitado o rompimento.

O homem, que já tinha passagem por lesão corporal, está preso na cadeia de Mineiros. Ele foi autuado por estupro de vulnerável e sequestro e cárcere privado, podendo, caso seja condenado, pegar uma pena entre 10 a 23 anos.

Fonte: G1 / Foto: Internet