Medida vale apenas para armas fornecidas pelo estado para os agentes...

[vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_facebook type=”standard”][/vc_column][/vc_row]

“Tenho certeza que o interesse da maioria dos policiais está de acordo com o interesse da sociedade” destacou o secretário de Segurança Pública, Joaquim Mesquita.
Tenho certeza que o interesse da maioria dos policiais está de acordo com o interesse da sociedade” destacou o secretário de Segurança Pública, Joaquim Mesquita.

O secretário de Segurança Pública, Joaquim Mesquita, assinou nesta quarta-feira, dia 9, portaria que proibe o uso de armas de fogo de propriedade/posse do Estado de Goiás no interior de casas noturnas, de shows e boates, salvo aquelas utilizadas por policiais em serviço. A medida é similar à que já foi editada por ocasião das últimas duas edições da Exposição Agropecuária de Goiás, proibindo o ingresso de policiais que estejam fora do horário de trabalho portando armas que pertençam ao patrimônio do Estado.

A portaria está fundamentada no Art.7º da Lei nº17. 257, de 25 de janeiro de 2011; no estatuto do desarmamento e no inciso II do Art.64 da Lei Estadual 16.901/2010. De acordo com o secretário Joaquim Mesquita a decisão considerou as ocorrências envolvendo servidores em casas noturnas, de shows e boates com armas de fogo utilizadas fora do horário de serviço e atende solicitação da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Goiás (Abrasel Goiás). Ele acredita que a medida será bem recebida pelos policiais, já que foi adotada visando o interesse da coletividade, da maioria da sociedade.

“Tenho certeza que o interesse da maioria dos policiais está de acordo com o interesse da sociedade” completou. Mesquita destacou ainda que, no caso dos eventos, deve ser solicitada portaria específica. “A SSP está à disposição dos produtores que considerarem que a medida seja importante para garantir a segurança do seu evento”.

O presidente da Abrasel Goiás, Rafael Campos Carvalho, que participou de reunião na SSP-GO, disse estar extremamente satisfeito com o ato do Governo de Goiás e que “a mesma solicitação será feita à Polícia Federal e à Polícia Rodoviária Federal”. A Associação pretende atuar também junto ao Congresso Nacional, “para que seja possível impedir o porte de qualquer tipo de arma, seja pública ou privada”, completou Carvalho.

Goiás Agora / Foto: ABRASEL GO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE