Fim da greve: bancos voltam a funcionar normalmente em Jataí

Notícias Top Geral

Em Jataí, a greve atingiu 12 agências bancárias e cerca de 200 funcionários tiveram suas atividades paralisadas por dezoito dias. Dessa forma, no último sábado (24), a Federação Nacional dos Bancos (Fenabran) entregou à Comissão Bancária Nacional de Negociações a proposta global visando um acordo com a categoria bancária. Por conta disso, pela manhã desta segunda feira (26), o Sindicato dos Bancários de Jataí realizou uma assembleia, a qual decidiu pela normalização das atividades das agências bancárias.

Segundo o presidente do Sindicato dos Bancários de Jataí, Ademar Martins Rodrigues, esta greve está sendo considerada como a maior de todos os tempos da categoria, com adesão de mais de 60% das agências de todo o país. Além disso, para o bancário, os ganhos com o acordo foram satisfatórios, com reajuste salarial de 10% em relação ao piso, Participação nos Lucros ou Resultados (PLR) e 14% para os vales refeição e alimentação e anistia de 72% sobre os dias parados.

Abaixo, segue na íntegra a proposta global da Fenabran:

Reajuste: 10 %.
Pisos: Reajuste de 10%.
– Piso de portaria após 90 dias: R$ 1.377,62
– Piso de escriturário após 90 dias: R$ 1.976,10
– Piso de caixa após 90 dias: R$ 2.669,45 (que inclui R$ 470,75 de gratificação de caixa e R$ 222,60 de outras verbas de caixa).
PLR regra básica: 90% do salário mais valor fixo de R$ 2.021,79, limitado a R$10.845,92. Se o total apurado ficar abaixo de 5% do lucro líquido, será utilizado multiplicador até atingir esse percentual ou 2,2 salários (o que ocorrer primeiro), limitado a R$ 23.861,00.
PLR parcela adicional: 2,2% do lucro líquido distribuídos linearmente, limitado a R$ 4.043,58.
Antecipação da PLR até 10 dias após assinatura da Convenção Coletiva: na regra básica, 54 % do salário mais fixo de R$ 1.213,07 limitado a R$ 6.507,55. Da parcela adicional, 2,2 % do lucro líquido do primeiro semestre, limitado a R$2.021,79.  O pagamento do restante será feito até 01 de março de 2016.
Auxílio-refeição: de R$ 26 para R$29,64 por dia.
Cesta-alimentação: de R$ 431,16 para R$ 491,52
13ª cesta-alimentação: de R$431,16 para R$491,52
Auxílio-creche/babá: de R$ 358,82 para R$ 394,70 (para filhos até 71 meses). E de R$ 306,96 para R$ 337,66 (para filhos até 83 meses).
Requalificação profissional: de R$ 1.227,00 para R$1.349,70

Rosana de Carvalho / Foto: Vânia Santana – Site PaNoRaMa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.