Entrevista com o reitor da UFG na manhã desta sexta (21)

Notícias Top Geral

[vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_facebook type=”standard”][/vc_column][/vc_row]

Eu acho que a manifestação dos estudantes da UFG e de toda a comunidade de Jataí, de uma maneira geral, é totalmente justificável.
“Eu acho que a manifestação dos estudantes da UFG e de toda a comunidade de Jataí, de uma maneira geral, é totalmente justificável”, afirmou o Reitor da universidade, Prof. Dr. Orlando Afonso.

Na manhã desta sexta-feira (21) foi realizada uma assembleia e reunião com a comunidade acadêmica da UFG no pórtico de entrada do Campus Jatobá. Na oportunidade, nossa equipe gravou uma entrevista com o Reitor da universidade, Prof. Dr. Orlando Afonso. Confira a entrevista:

Qual o motivo e o objetivo da visita do senhor à cidade de Jataí hoje?

Reitor: Em primeiro lugar, para me solidarizar a toda comunidade, com o tão trágico evento ocorrido e é claro, procurar ajudar os estudantes na medida das nossas possibilidades. Queremos buscar uma solução que atenda melhor essa questão de acessibilidade ao campus. E espero que com a minha presença aqui hoje e com a notícia que estou trazendo em resposta do presidente do DNIT, possamos ter uma solução mais rápida e que as aulas voltem à normalidade. A nossa postura é estar junto da comunidade sempre, não só nesse episódio e situação bastante dramática e trágica, mas também em qualquer outra situação.

Quanto ao manifesto dos alunos, a UFG está apoiando o ato e irá tomar alguma atitude para cobrar as exigências que os mesmos estão reivindicando ao DNIT?

Reitor: Eu acho que a manifestação dos estudantes da UFG e de toda a comunidade de Jataí, de uma maneira geral, é totalmente justificável. Ainda mais depois desse acidente bastante trágico envolvendo a vida de uma de nossas estudantes e que, além disso, estava grávida. Então esta é uma situação que abalou a todos nós, sobretudo a comunidade de Jataí. Então acredito que a manifestação é perfeitamente justificável. Nós vamos somar a toda comunidade na busca de uma solução junto ao DNIT. Já fizemos um contato com o presidente do DNIT em Goiânia e ele se prontificou a nos ajudar a ter uma solução o mais rápido possível, (na segunda ou no máximo na terça-feira), essa é a promessa dele. O mesmo enviará seus representantes a Jataí para analisar como viabilizar a instalação de uma lombada eletrônica próxima à entrada do campus.

É possível à reabertura da antiga entrada do campus como os estudantes estão reivindicando, para que o caminho sirva como uma saída mais viável do campus?

Reitor: É muito difícil para mim agora que assumi a gestão da universidade há apenas dois meses e não tenho conhecimento sobre todos os detalhes desse processo me manifestar sobre estes detalhes. Eu não sei se esta alternativa está no âmbito apenas do campus ou teria que ser negociada também com o DNIT. Aqui temos uma rodovia federal, então qualquer intervenção me parece que tem que ser feita com concordância e anuência seguindo as orientações técnicas do DNIT. Em razão disso, não posso me manifestar sobre esse assunto.

Com esta notícia que o senhor trouxe hoje do presidente do DNIT, o senhor espera que o manifesto acabe e que os alunos voltem a ter normalmente as aulas?

Reitor: Esta é a minha expectativa, apesar de ainda não ter conversado com os estudantes, eu espero que uma vez que a gente atenha essa sinalização da presidência do DNIT para uma solução, ainda que paliativa. Mas espero que as aulas voltem a funcionar normalmente. É claro que o ideal aqui seria uma trincheira ou um viaduto permitindo um acesso mais seguro, mas uma lombada eletrônica é o que se pode fazer num curto prazo e essa possibilidade é bastante concreta e foi garantida pelo presidente do DNIT.

Após a entrevista, foi realizado um debate entre os estudantes, o reitor, autoridades do centro acadêmico, entre outras. Logo mais estaremos postando mais informações sobre o debate.

Nayara Borges / Fotos; Vânia Santana – Site PaNoRaMa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.