Automóvel Top Geral

Em Goiás, quase 20 mil donos de veículos podem pedir a restituição do valor pago a mais no DPVAT

Foto: Internet
Pedido de devolução é feito pela internet. Veja aqui o passo a passo...

Os donos de veículos que já pagaram a taxa do seguro obrigatório DPVAT neste ano com os valores do ano passado podem solicitar a restituição do dinheiro pago a mais no site da Seguradora Líder. Em Goiás, a seguradora informou que 18.959 pessoas estão aptas a receber a devolução. No entanto, até a sexta-feira passada, 1.415 proprietários de veículos no estado pediram o ressarcimento.

O pedido de devolução para quem pagou a mais no calendário do DPVAT deste ano começou em 15 de janeiro. O processo é todo feito pela internet, no site da Seguradora Líder (veja abaixo o passo a passo).

Como pedir a restituição

De acordo com seguradora, a diferença do valor no DPVAT, para quem pagou antes da redução, será feita por depósito direto na conta corrente ou conta poupança do proprietário do veículo. O interessado deve acessar este site para preencher o formulário.

Após enviar a solicitação pelo sistema, o ressarcimento com a diferença de valores será feito em até 2 dias úteis, afirmou a gestora do seguro.

Para realizar a solicitação, será necessário informar:

  • CPF ou CNPJ do proprietário;
  • Renavam do veículo;
  • E-mail de contato;
  • Telefone de contato;
  • Data em que foi realizado o pagamento maior;
  • Valor pago;
  • Banco, agência e conta corrente ou conta poupança do proprietário do veículo.

O seguro obrigatório começou a ser cobrado no início do ano, com os mesmos valores de 2019. Isso porque, em dezembro, o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, tinha barrado a proposta do Conselho Nacional Seguros Privados (CNSP), divulgada em 27 de dezembro, de diminuir os valores em 2020. Toffoli voltou atrás e liberou a redução no último dia 9 de janeiro.

Veja também os valores do DPVAT em 2020:

  • Automóvel, táxi e carro de aluguel: R$ 5,23 – redução de 68%; era R$ 16,21 em 2019;
  • Ciclomotores: R$ 5,67 – redução de 71%; era R$ 19,65 em 2019;
  • Caminhões: R$ 5,78 – redução de 65,4%; era de R$ 16,77 em 2019;
  • Ônibus e micro-ônibus (sem frete): R$ 8,11 – redução de 67,3%; era de R$ 25,08 em 2019;
  • Ônibus e micro-ônibus (com frete): R$ 10,57 – redução de 72,1%; era de R$ 37,90 em 2019
  • Motos: R$ 12,30 – redução foi de 86%; era de R$ 84,58 em 2019.

(Valores finais, com as taxas)

Por Rafael Oliveira, G1 GO
Jornalismo Portal Panorama
panorama.not.br

Abrir conversa
Precisa de ajuda?
Powered by