Dia “D”: paralisação nacional dos professores!

Notícias Top Geral
Na unidade do Sintego no município, ocorre agora uma palestra com a Presidente da OAB – Subseção Jataí, Simone Oliveira Gomes, a qual discorrerá sobre direitos trabalhistas.
Na unidade do Sintego no município, ocorre agora uma palestra com a Presidente da OAB – Subseção Jataí, Simone Oliveira Gomes, a qual discorrerá sobre direitos trabalhistas.

O Sintego convocou, na última semana, os professores da Rede Estadual de Goiás para pararem as suas atividades hoje, na quinta-feira (30), com a finalidade de unirem forças à Greve Nacional, promovida pela CNTE em todo o país, dentro da 16ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública.

A intenção é estabelecer uma discussão sobre o cumprimento integral da Lei do Piso do Magistério, a implementação do Plano Estadual e os municipais de Educação; a terceirização da gestão escolar para as Organizações Sociais (OS); a concessão de Planos de Carreira a todos os trabalhadores das escolas públicas (professores, especialistas e administrativos); e o investimento necessário para a implantação do Custo Aluno Qualidade. Assim, promover a unificação da luta dos trabalhadores da Educação, em defesa dos direitos legalmente constituídos e contra os retrocessos trabalhistas.

Em Jataí, muitos professores aderiram ao movimento e hoje não foram às suas atividades rotineiras. A posição quanto à concordância com o ato é individual e cada profissional da Educação teve a liberdade para decidir. Na unidade do Sintego no município, ocorre agora uma palestra com a Presidente da OAB – Subseção Jataí, Simone Oliveira Gomes, a qual discorrerá sobre direitos trabalhistas.

Em Goiânia, no Auditório da Faculdade de Educação, acontece uma Audiência Pública, em que se discute acerca dos caminhos para a melhoria da qualidade do ensino e a valorização profissional, a qual conta com a participação do Conselho Estadual de Educação, Ministério Público, Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Esporte, Fórum Estadual de Educação, Undime, Faculdade de Educação da UFG, PUC, UNE, UBES, UEE, ANPED, ANFOPE, ANPAE, CME e ALEGO.

Nesta semana, a medida do Estado de Goiás em parcelar o salário do professores da rede inflamou a luta estadual, fortalecendo a Greve Nacional.

Bruna Assis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.