O Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO), por meio da Gerência de Habilitação, tem gerado condições nos últimos anos para formar um condutor capacitado para conduzir veículos no trânsito brasileiro. Os índices de aprovação têm mostrado gradualmente a melhora do candidato a obtenção de Carteira Nacional de Trânsito (CNH), em Goiás.

Para provas de legislação e prática no estado em 2016, o índice de aprovação era de 53%, passando para 58% neste ano de 2018. O que resultou em um aumento de 5% no índice de aprovação geral nos últimos dois anos no estado de Goiás. Na capital, o aumento foi ainda maior, em 2016 o índice de aprovação era 36% e passou para 51% em 2018.

Nos últimos anos a autarquia tem investido em pistas padronizadas para realização de provas práticas. Criando mais obstáculos durante o percurso, com rampa e área de desenvolvimento para motocicletas, mesmo assim, o índice saiu de 75% para 78% de aprovações em todo estado. No mesmo período na capital, o aumento de aprovação para provas de moto foi de 67% para 73%.

Segundo o gerente de habilitação da autarquia, Rodrigo Resende, com o advento da portaria 440/2016 do Detran, que criou o Programa Pista Legal, melhorou muito a formação dos futuros condutores. “A proposta é que todos os habilitados em Goiás tenham a mesma formação, independentemente de estar em Goiânia ou no interior. O condutor melhor preparado tem um risco menor de se envolver em acidentes”. Ressaltou ainda, “Essa padronização exige mais conhecimento prático do condutor, pois, durante o percurso são verificadas as habilidades do condutor diante dos obstáculos existentes, semelhantes à via pública”, concluiu.

De olho no futuro condutor
Para garantir um futuro bom condutor, o Detran investiu em um pacote de medidas que buscam a melhoria na formação do condutor, e espera garantir a qualidade do ensino nos CFC’s. As aulas práticas passaram a ser monitoradas por GPS, fotografia e telemetria. Os candidatos à obtenção da CNH têm monitoramento em tempo real do percurso feito durante as aulas práticas via GPS, além de já contar com a identificação biométrica do aluno e do instrutor.

A medida visa mais segurança para os CFC’s e Detran, para comprovar o cumprimento da carga horária mínima das aulas práticas pelos candidatos. O objetivo do Detran é melhorar os índices de aprovação com qualidade na educação, para formar bons condutores. Para isso tem colocado em prática a Resolução 168 do Denatran, que estabelece normas e procedimentos para a formação de condutores de veículos automotores, realização dos exames até a expedição de documentos de habilitação. E ainda estabelece 60% como o mínimo de aprovação dos candidatos.

Fonte: Detran-GO
Jornalismo Portal Panorama

47Shares

Deixe uma resposta

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui