Cuidadora do Lar do Idoso é a primeira pessoa vacinada contra covid-19 em Jataí

Saúde e Bem Estar Top Destaque

Elisa Lima da Silva, profissional de saúde do Lar do Idoso, foi uma das primeiras a ser vacinada contra a Covid-19 no município. Além dela, na referida instituição, foram vacinados outros profissionais de saúde e os idosos institucionalizados (que residem na instituição).

Jataí registra 20 novos casos de Covid-19

NUMBERS-300x250

Segundo divulgação do Executivo Municipal, a vacinação no Lar do Idoso iniciou simultaneamente com Hospital das Clínicas Dr. Serafim de Carvalho.

Duas cidades de Goiás desrespeitam plano e vacinam idosos

Municípios têm contrariado pactuação de instâncias superiores da saúde quanto aos grupos prioritários da imunização para a Covid-19.

Algumas prefeituras goianas seguem distribuindo a vacina Coronavac fora do que foi protocolizado pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB), instância que envolve secretarias municipais e estadual de Saúde, e fora do Plano Estadual de Imunização mesmo após sua última atualização.

Em Mineiros, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) decidiu distribuir senhas para os idosos acima de 75 anos receberem a primeira dose. Em Santa Helena, foi organizado um sistema de drive-thru para o mesmo público ser atendido.

Entretanto, devido à pouca quantidade de vacinas encaminhadas para Goiás, entre os idosos a orientação da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) é para que recebam as doses apenas os que vivem em instituições de longa permanência e, após uma atualização no plano estadual, os acamados.

A titular da SMS de Mineiros, Rosângela Rezende, disse que resolver reservar 400 das 850 doses encaminhadas pela SES-GO para as pessoas acima de 75 anos por ser este o grupo que apresentar maior taxa de óbitos na cidade. “Não foi uma escolha fácil. Mas as doses que eu tinha não atenderia a todos os profissionais de saúde, então elaboramos uma hierarquia aqui de acordo com a nossa realidade”, explicou. A secretária diz que todos os idosos que vivem em instituições de longa permanência e os acamados foram atendidos, assim como todos os profissionais que se encontram na “linha de frente” contra a Covid-19.

Em Mineiros, os idosos tiveram de pegar ou mandar alguém pegar uma senha pela manhã na quarta-feira (20). As 400 foram entregues até a hora do almoço. O primeiro a ser vacinado foi o ex-prefeito Agenor Rezende, de 77 anos, pai da secretária. Ela diz que uma sobrinha ficou na fila para conseguir a senha. “Minha mãe não poderia porque tem 74 anos.”

Em Santa Helena, que recebeu 640 doses, a secretária de Saúde, Letícia Rosa e Silva Marques, diz que decidiu separar 150 para atender parte dos 1,8 mil idosos com mais de 75 que moram na cidade. Foram selecionados os que já estavam cadastrados em serviços de saúde do município e que apresentam um quadro clínico mais grave. Então, ao contrário de Mineiros, neste caso os idosos são selecionados pela Prefeitura. “Foi uma decisão do município”, conta.

Na cidade, o atendimento a estes idosos está sendo por drive-thru, mas aqueles que não têm condições de se deslocarem serão vacinados em casa.

Letícia diz que na cidade todos os profissionais de saúde que atuam diretamente com casos de Covid-19 estão sendo vacinados, mas entre priorizar os outros profissionais da área e os idosos, a SMS escolheu o segundo grupo.

Levantamento feito pelo POPULAR com base nas informações divulgadas pelos 30 municípios que receberam mais doses da Coronavac mostra que há outros municípios que incluíram grupos distintos aos previstos no plano estadual.

Algumas cidades, como Formosa, Santo Antônio do Descoberto e Trindade haviam decidido também atender os idosos acamados antes que o Comitê de Operações Emergências de Enfrentamento ao Coronavírus (COE) estadual decidisse pela inclusão deles no plano estadual.

Foi o caso de Jataí, que assim como Anápolis, está vacinando os funcionários dos asilos. Em Planaltina, além dos idosos, está sendo atendida a população ribeirinha.

A prefeitura de Senador Canedo está fazendo um cadastro de idosos com mais de 75 anos,mas para uma próxima fase, ainda sem previsão de acontecer. Já Quirinópolis é a única cidade, destas 30 analisadas, que até o momento não deu nenhuma informação sobre como será a vacinação em suas redes sociais e site oficial.

A presidente do Conselho Municipal de Secretarias Municipais de Saúde de Goiás (Cosems-GO), Verônica Savatin, tem orientado os municípios a seguir a orientação do plano estadual e da CIB, lembrando que o Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) tem acompanhado a aplicação desta primeira remessa da Coronovac para que não fuja do público determinado.

Como vieram apenas 183 mil doses da Coronavac para Goiás, o cálculo de distribuição para os municípios, segundo a SES-GO e o Cosems, foi uma estimativa de profissionais de saúde da linha de frente, os idosos e portadores de deficiência institucionalizados e os índios que vivem nas aldeias. Não há previsão para novas remessas.

Fonte: O Popular e PMJ
Foto Capa: Amarildo Gonçalves – PMJ
Jornalismo Portal Panorama
panorama.not.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.