Notícias Top Geral

5 tendências para as famílias que vão bombar em 2020

Foto: Internet
Brinquedos inclusivos, delivery de comida para bebês e outras novidades. O ano chega com tudo para as famílias com crianças!

Mais um ano se inicia e, com ele, novas tendências para o universo infantil. E não estamos falando só de filmes e músicas que devem bombar entre os pequenos. O ciclo que começa depois do Réveillon promete novidades também para as mães e pais – desde serviços de entrega até brinquedos que ajudarão no desenvolvimento da criançada. Que tal? Separa o bloquinho e vem conferir 5 itens que farão sucesso em 2020!

1. Delivery de comida para bebês e mães

Os serviços de entrega não param de crescer e buscar novos nichos. Acompanhando as demandas do mercado, os aplicativos de delivery devem se atentar cada vez mais para o cardápio dos pequenos e oferecer alimentos saudáveis para todas as etapas da infância – e até para as mães.

Já existem alguns serviços especializados, como o Gourmetzinho e o Empório da Papinha, que desenvolvem comidas para várias idades, com o suporte de pediatras e nutricionistas, e entregam em casa (checar disponibilidade de cidade). Restaurantes com opções para os baixinhos também estão entrando no catálogo do iFood, Rappi e outros aplicativos e a tendência é que em 2020 seja ainda mais fácil garantir refeições de qualidade para os baixinhos sem sair de casa.

2. Brinquedos que ensinam inteligência emocional

Brinquedos que desenvolvem coordenação motora, raciocínio e outras habilidades já são comuns nas vitrines das lojas infantis. A moda da vez entre os educativos são os produtos que ensinam inteligência emocional desde cedo. Estes itens ajudam os pequenos a se familiarizarem com os sentimentos, a administrarem alguns momentos de tensão e até a se conectarem mais com os adultos.

Um exemplo já disponível para comprar no Brasil é o “Pense Antes de Agir”, um jogo de tabuleiro que auxilia as crianças nas tomadas de decisão e incentiva o pensamento reflexivo. No universo dos livros, temos também o “Emocionário”, similar a um “dicionário” para os baixinhos, ele responde de forma didática perguntas como: “de onde vem a alegria?” e “por que sentimos inveja?”.

3. Kit de cuidados para mães no puerpério

As marcas estão olhando cada vez mais para o bem-estar das mulheres no pós-parto. Afinal, quem é mãe sabe que os momentos que sucedem o nascimento do bebê podem não ser dos mais fáceis. Os produtos que devem chegar no mercado – muitos já vendem no exterior – cuidam da saúde íntima da mãe e facilitam a amamentação com conjuntos práticos pensados para esta fase.

A marca gringa Bodily, por exemplo, possui um kit pró-amamentação que inclui protetores de seios e cremes para proteção e alívio das dores nos bicos. Já a Frida, possui um kit que ajuda as mães na recuperação do pós-parto. Tomara que ideias assim fiquem mais populares no Brasil também.

4. Produtos que ajudam no desenvolvimento do cérebro do bebê

A importância de exercitar a mente do pequeno vai ser mais reforçada do que nunca em 2020. Com a ajuda de pedagogos e especialistas, as marcas irão desenvolver brinquedos que ajudam a estimular o cérebro do bebê em cada fase do crescimento. A educação montessoriana, que também está em alta, deve oferecer ainda mais soluções em forma de produtos para a criançada.

Neste sentido, a alimentação também entra em jogo. No cenário internacional, já estão surgindo algumas marcas que oferecem comidas orgânicas, com baixo índice de açúcar e adaptadas para cada idade, com combinações de nutrientes certeiras para estimular a mente, como é o caso do Cerebelly.

O interessante deste serviço é que, na hora de fazer o cadastro, a plataforma ainda pergunta sobre as habilidades sociais e motoras do pequeno, para recomendar o melhor kit de comidinhas. Legal, né?

5. Brinquedos inclusivos

A diversidade é o tema da vez e não faz mais sentido produzir brinquedos que apenas uma parcela da criançada irá se identificar. Por isso, estamos vendo cada vez mais itens infantis que quebram estereótipos e abrangem diversas condições.

Em 2019, por exemplo, a Mattel expandiu a coleção de Barbies, incluindo bonecas com diferentes cabelos, cores de pele e tipos de corpos. Nesta linha, ainda tinham dois exemplares com deficiência física: uma na cadeira de rodas e outra com prótese na perna.

Em setembro, outro marco aconteceu quando a mesma empresa lançou o “Creatable World”, uma linha de bonecas sem gênero completamente customizável, que permite às crianças criarem seus próprios personagens, sejam eles mulheres, homens, os dois ou nenhum deles. Daqui pra frente, a tendência é que surjam cada vez mais iniciativas neste sentido.

Fonte: Abril
Jornalismo Portal Panorama
panorama.not.br

Redação Portal PaNoRaMa

Adicionar comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Abrir conversa
Precisa de ajuda?
Powered by